A importância de um site para sua empresa
18 de abril de 2018
Comprar ou assinar um site
Comprar ou assinar um site?
20 de abril de 2018

9 Passos para Roubar as Ideias de Conteúdo da Sua Concorrência

9 Passos para Roubar as Ideias de Conteúdo da Sua Concorrência- teknabox

Criar um conteúdo de qualidade que as pessoas queiram compartilhar é o melhor jeito de impulsionar o crescimento da sua marca.

Se as pessoas querem ler, ver, compartilhar e falar sobre o que você está publicando, com certeza você verá toneladas de tráfego, aumento de vendas e maior engajamento.

Mas quantas vezes você gastou horas em um artigo (ou outro conteúdo) apenas para vê-lo parado? Sem receber cliques, compartilhamentos ou os comentários que você esperava.

Enquanto isso, os seus concorrentes estão prosperando. É por isso que chegou o momento de roubar as melhores ideias de conteúdo dos seus concorrentes (e, ao mesmo tempo, aprender com os erros que eles cometem).

Obviamente que não se deve plagiar o conteúdo. Porém, é importante reconhecer que é difícil ter ideias de conteúdo completamente originais no mundo online de hoje.

Você pode achar que pensou em algo “novo”, mas é bem provável que já tenha sido feito antes.

É por isso que você deve roubar ideias de conteúdo dos seus concorrentes e utilizá-las como inspiração para criar algo ainda melhor.

Aqui estão 9 passos para roubar as melhores ideias de conteúdo dos seus concorrentes.

Para começar, você precisa entender os diferentes tipos de concorrentes.

1. Entenda os diferentes tipos de concorrentes

Os seus concorrentes podem ser divididos em quatro categorias diferentes.

As três categorias mais comuns são concorrentes diretos, concorrentes indiretos e concorrentes de substituição.

pasted image 0 109

Concorrentes diretos são aqueles mais óbvios. Eles oferecem produtos e serviços parecidos com os seus.

Exemplos de concorrentes diretos incluem o Walmart e a Target, Microsoft e Apple ou Pepsi e Coca-Cola.

Concorrentes indiretos são empresas que vendem os mesmos produtos que você mas que também se especializam em outras áreas.

Exemplos de concorrentes indiretos são o McDonald’s e Applebees ou Nike e Timberland.

McDonald’s e Applebees são ambos redes de restaurantes, mas o McDonald’s é uma rede fast-food enquanto o Applebees é uma rede bar e grill.

A Nike e a Timberland são ambas marcas de calçados, mas a Nike é um tênis atlético enquanto a Timberland é uma marca de calçados para o ar livre.

Concorrentes indiretos normalmente são mais difíceis de se identificar do que concorrentes diretos.

Concorrentes de substituição são ainda mais difícil de reconhecer.

Esses concorrentes não precisam oferecer o mesmo produto ou serviço que você, mas eles competem pela mesma base de clientes.

Por exemplo, celulares são um mercado completamente diferente de câmeras digitais.

Mas os fabricantes como a Samsung se tornaram concorrentes com marcas de câmera como a Canon ou Nikon no momento em que começaram a incluir câmeras nos seus celulares.

Se você quer identificar concorrentes diretos, indiretos e de substituição, é preciso fazer um pouco de pesquisa com público.

Tente algumas ferramentas de escuta social como Hootsuite ou Social Studio para começar.

pasted image 0 88

Você pode até realizar algumas pesquisas com o consumidor. Google Avaliações do Consumidor é um ótimo recurso.

Isso permite que você crie questões e seleções personalizadas para cada respostae as envie para os seus consumidores atuais.

pasted image 0 126

Você pode até fazer com que clientes respondam as questões da pesquisa em troca de acesso a conteúdo premium ou créditos do Google Play.

Os concorrentes SERP são a quarta categoria de concorrentes. Concorrentes SERP são os sites que rankeiam para as palavras-chave que você está tentando rankear no momento.

Eles estão ocupando espaço no topo dos rankings que você quer e precisa. Eles podem ser qualquer tipo de site, como uma página no Wikipédia ou um artigo de um site de notícias.

Esses concorrentes estão canalizando o tráfego SERP de você, aquele que você precisa para conseguir mais tráfego. Então você precisa identifica-los e os vencer o mais rápido possível.

pasted image 0 122

Depois de encontrar as palavras-chave que você quer atingir, descubra quem está rankeando acima de você para cada uma.

Use uma ferramenta SEO como a Moz’s Open Site Explorer para descobrir exatamente como seus concorrentes SERP estão rankeando mais alto que você.

pasted image 0 142

Depois, é preciso tentar ainda mais.

3. Use a SimilarWeb para descobrir se os seus competidores estão pagando pelo tráfego.

Você precisa saber o lado negativo sobre como os concorrentes conseguem atenção online.

Felizmente, existem toneladas de ferramentas por aí que podem te ajudar a descobrir como sua concorrência está gerando tráfego e conseguindo que as pessoas prestem atenção nela.

Alguns dos seus concorrentes estão pagando por tráfego.

SimilarWeb pode te ajudar a descobrir quais. Essa ferramenta também pode te mostrar a fonte do tráfego, junto com qualquer palavra-chave para qual a sua concorrência está rankeando.

Só insira a URL do seu concorrente para receber um relatório grátis em qualquer website ou app.

pasted image 0 162

Depois, você conseguirá informações valiosas sobre o tráfego deles, incluindo o total de visitas, a média de duração da visita, páginas por visita e a taxa de rejeição deles.

pasted image 0 78

Depois de descobrir quais concorrentes estão pagando para conseguir chegar ao topo dos gráficos, você saberá as metas que precisa alcançar para conseguir um ranking ainda mais alto que o deles.

Depois, veja a estratégia SEO dele e descubra como imitá-las.

4. Dê uma olhada na estratégia SEO deles

Você já sabe quais palavras-chave seu concorrente está atingindo graças à SimilarWeb.

Agora, você precisa começar a tentar rankear para as palavras-chave que eles não ainda não estão rankeando.

A maneira mais fácil de fazer isso é usando a mesma estratégia que eles já usaram para conseguir um ranking alto.

Se você usar a mesma estratégia de SEO de sucesso que eles usaram, em pouco tempo, você vai rankuear tão bem quanto eles estão rankeando, mas para palavras-chave diferentes.

Rankeie para as palavras-chave que os seus concorrentes ignoraram para ficar à frente deles.

Descubra para quais palavras-chave pagas e orgânicas seus concorrentes estão rankeando com a ferramenta SEMrush.

A ferramenta te mostra a estratégia SEO exata que a sua concorrência está usando ao revelar quais palavras-chave são pagas e quais são orgânicas.

pasted image 0 138

Depois, simplesmente tente rankear para palavras-chave similares que não estejam na lista.

Por exemplo, se eles estão rankeando para uma palavra-chave como “email marketing”, tente rankear para uma menos difícil, como “email campaign”.

pasted image 0 150

Você também precisa realizar uma auditoria de mídia social nos seus concorrentes.

5. Faça uma auditoria de mídia social

Redes de mídia social são ótimos lugares para compartilhar conteúdos existentes e postar novos.

Eles também são eficazes para gerar novos leads ou nutrir aqueles que você já possui.

O Google também coleta sinais sociais de páginas de mídias sociais que podem afetar os rankings.

Isso significa que o número de compartilhamentos ou curtidas no Facebook que o seu post recebe podem realmente afetar os resultados da SERP.

pasted image 0 114

O mesmo se aplica aos seus concorrentes. Faça auditorias de mídias sociais nos seus concorrentes para todas as contas que eles possuírem. Aqui está o que procurar em cada plataforma.

Twitter:

  • Veja os posts recentes. Quantos retuítes eles costumam receber?
  • Eles usam imagens ou vídeos nos tuítes? E hashtags? Quais hashtags eles usam?
  • Eles adicionam calls to action aos tuítes?
  • Quantos seguidores eles têm?
  • Quantas contas eles seguem?
  • Como é a bio deles?

Facebook:

  • Quantas curtidas eles tiveram nos posts recentes?
  • Com que frequência eles postam no Facebook?
  • Eles usam o Facebook Ads?
  • Quantos comentários os posts deles têm? Qual o tom desses comentários?
  • Eles estão usando CTAs nos posts do Facebook?

Instagram:

  • Quantos seguidores eles tem na página?
  • Quantas contas eles seguem?
  • Que tipo de conteúdo eles postam? E com que frequência?
  • Quantas curtidas e comentários eles recebem em cada foto?
  • Como é a bio deles? Eles incluem um link?

YouTube:

  • Quantas visualizações um dos vídeos deles recebe, em média?
  • Que tipo de conteúdo eles postam?
  • Com que frequência eles fazem o upload de vídeos?
  • Quantos inscritos eles têm?

Se você quiser levar um passo além, pergunte os mesmos tipos de questões para outras páginas de mídia social que os seus concorrentes possam ter, como Pinterest, LinkedIn ou Periscope.

Use a informação que você encontrar para criar uma estratégia de postagem de mídia social que seja similar à deles.

Tente criar algumas metas que você quer alcançar com base nos seus achados, como número de seguidores que você quer conseguir até certa data.

Depois, veja a estratégia e conteúdo geral deles.

6. Qual é a estratégia de conteúdo deles?

Algumas empresas publicam post atrás de post ou vídeo atrás de vídeo.

Como elas têm tantas ideias tão rápido? Eles estão usando guest bloggers? Talvez.

Mas, provavelmente, eles estão começando a estratégia de marketing de conteúdo deles criando listas de tópicos que podem ser interessantes para os leitores.

Você pode gerar toneladas de assuntos de blog a partir de apenas uma ideia com uma ferramenta como a Answer the Public.

É só inserir sua palavra-chave para encontrar centenas de sugestões de conteúdo.

pasted image 0 164

Eles provavelmente também estão usando infográficos ou blog posts de outras empresas (com permissão). Você pode usar recursos dessas empresas, também, se você pedir.

A pior coisa que elas podem dizer é não, e se disserem sim, você pode usar isso como uma chance de criar um relacionamento valioso e duradouro com elas.

É provável que os seus concorrentes também estejam reciclando e reutilizando um conteúdo para criar várias outras formas de conteúdo.

Por exemplo, eles pode estar transformando cada blog post em um vídeo ou dividindo-o em diversos e-mails que são enviados em série a cada semana para os inscritos na newsletter.

Você pode facilmente transformar um e-book em vários blog posts, infográficos, webinários, vídeos, slideshares ou emails.

pasted image 0 130

Observa cada tipo de conteúdo que o seu concorrente está criando. E depois use essa lista quando estiver construindo sua própria estratégia de conteúdo.

Recicle, reutilize e espalhe seu conteúdo existente por quantas mídias você conseguir.

pasted image 0 156

E preste atenção ao tipo de tópico de blog que os seus concorrentes estão escolhendo, assim como ao comprimento médio do post.

7. Veja os tópicos do blog e comprimento de post

Tentar criar uma tonelada de tópicos diferentes que você espera que os seus leitores gostem pode consumir tempo. E você pode errar.

Em vez disso, pegue ideias de tópicos que já tiveram um bom desempenho no passado.

Vá ao site do seu concorrente e veja qual o conteúdo mais popular na página. A maioria dos sites tem uma lista dos posts mais populares já na página principal.

pasted image 0 94

Procure tópicos que tenham um alto nível de comentários e compartilhamentos. Se você precisar de uma ferramenta para te ajudar em um site que possa não ter a página “Mais Popular”, use a BuzzSumo.

Insira a URL do seu concorrente para ver uma lista dos conteúdos mais compartilhados.

pasted image 0 104

Depois de analisar os sites dos seus principais concorrentes, você deverá ter uma lista com centenas de tópicos sobre os quais você pode escrever que já tiveram um bom desempenho.

O comprimento dos seus posts também pode afetar o quão bem eles se saem. Eu descobri que blog posts e artigos longos tem o melhor desempenho.

Brian Dean da Backlinko descobriu que conteúdos acima de 1900 palavras têm um ranking entre as 5 primeiras posições no Google, com um conteúdo entre 1900 e 2000 palavras rankeando em primeiro lugar.

pasted image 0 146

Se você publicar conteúdo com comprimento consistente, você verá melhores resultados do que com conteúdos curtos.

Para encontrar o comprimento médio dos posts da sua concorrência, calcule o número de palavras médio de 5 a 10 blog posts deles.

Você pode fazer isso manualmente ao copiar e colar os artigos em um Doc do Google ou no Microsoft Word, ou inserindo a URL de cada artigo em um verificador de contagem de palavras da página web.

pasted image 0 158

Se a sua concorrência está postando conteúdo de comprimentos variados, descubra quais desses comprimentos têm um melhor desempenho.

É provável que sejam os posts mais longos, mas é bom dar uma olhada caso haja uma tendência óbvia dentro da sua indústria em específico.

Você reuniu seus tópicos e analisou os da concorrência à fundo. Agora, é de colocar toda a sua pesquisa em funcionamento aplicando a Técnica Skscraper.

8. A Técnica Skyscraper 

A Técnica Skyscraper é utilizada há anos por bloggers para ganhar da concorrência.

Quando feita corretamente, você pode usá-la para aumentar o tráfego orgânico em até 110% dentro de duas semanas.

pasted image 0 153

A técnica também impulsionará seus domínios de referência significativamente, sobre os quais falaremos depois.

pasted image 0 118

Como a técnica Skyscraper funciona, exatamente?

Bom, você já encontrou conteúdos que os seus concorrentes criaram que tiveram um bom desempenho no passado. E você pegou esses tópicos como ideias para novos blog posts.

Mas a Técnica Skyscraper significa que você não vai apenas escrever um novo blog post sobre o mesmo tópico. Você fará uma versão nova e melhorada, ainda melhor.

Isso significa que o seu novo post sobre aquele mesmo tópico deve ser maior, mais atualizado, com uma melhor estrutura e bem mais detalhado.

Tente criar um ângulo completamente único ao pesquisar outros conteúdos criados sobre aquele tópico por outras marcas que não seu concorrente.

Ao terminar, o seu blog post melhorado terá, com certeza, um melhor desempenho do que o original postado pelo seu concorrente.

pasted image 0 99

Ao criar o post mais longo, mais bem pesquisado e aprofundado sobre o assunto, o seu artigo irá naturalmente se tornar a fonte mais credível e útil.

Também ajuda adicionar várias imagens de alta-qualidade ao seu novo post. Elas podem elevar sua escrita e deixar o leitor mais engajado.

Elas quebram o texto e explicam o que você quer dizer visualmente.

Você pode usar imagens existentes de outras marcas, mas certifique-se de incluir um link para a página onde você a encontrou.

Se você planeja citar algum tipo de estudo no seu conteúdo, inclua um gráfico da pesquisa que explique visualmente a estatística.

Você também pode criar suas próprias imagens com o Pablo by Buffer.

pasted image 0 160

Seleciona uma imagem no lado esquerdo ou faça o upload da sua própria imagem de fundo. Selecione o tamanho da imagem e estilo de fonte.

Depois de terminar sua imagem, faça o download e adicione-a no seu blog post ou e-book.

Você também pode tirar prints da tela e adicionar chamadas e anotações com o Evernote.

Faça o link para todos os outros posts que você usou como fonte dentro do seu novo conteúdo.

Isso não só permitirá que você cite as fontes, mas irá sinalizar ao Google que o seu conteúdo é relevante porque ele inclui links para esses artigos.

Finalmente, foque em construir links inbound para conseguir mais tráfego.

9. Aproveite o poder dos links inbound

Se você tem um blog, você já está propenso a receber 97% a mais de links inbounddo que empresas que não possuem um blog. Então, isso já é um bom começo.

pasted image 0 134

Mas o que é um link inbound?

Resumindo, é um link que leva as pessoas de um site para outro site. Links outbound, por outro lado, são links do seu site para um site externo.

Ambos aumentam o tráfego e seu ranking, mas links inbound são conhecidos por otimizar o SEO do seu blog.

Por exemplo, esse é um link inbound para um dos meus blog posts em linking interno.

Sites com um maior número de links inbound naturalmente recebem melhores rankings do que sites com um número baixo.

Depois de criar um conteúdo incrível, o passo final  é alcançar pessoas que fizeram links para peças de conteúdo similares no passado (ou seja, conteúdo dos seus concorrentes).

Simplesmente use uma ferramenta de link building como a SEMrush para descobrir quais sites linkaram para um peça de conteúdo existente.

pasted image 0 83

Você deve encontrar facilmente uma lista de domínios de referência.

Então, identifique um contato em cada empresa para quem você pode enviar um email para avisá-los que você criou um conteúdo similar que é novo, melhorado e atualizado.

Você pode usar a Viola Norbert para encontrar o endereço de email corporativo de qualquer pessoa.

pasted image 0 73

E o Gmass pode te ajudar a planejar e rastrear esses e-mails.

É só pedir que eles façam link para o seu conteúdo.

Conclusão

Criar um conteúdo de qualidade é a maneira mais rápida e fácil de ficar à frente dos seus concorrentes. Você precisa criar um conteúdo que as pessoas queiram ler, ver e compartilhar.

Mas, às vezes, é melhor “roubar” as ideias de conteúdo dos seus concorrentes para ultrapassá-los.

Isso não significa que você deve plagiar o conteúdo, mas em vez disso, use o conteúdo antigo como inspiração para criar trabalhos similares atualizados e de melhor qualidade.

Para começar, entende que existem quatro tipos diferentes de concorrentes: diretos, indiretos , de substituição e concorrentes SERP.

Depois de conhecer os diferentes tipos, não deve ser difícil identificar os seus concorrentes específicos.

Depois, use uma ferramenta como a SimilarWeb para descobrir se os seus concorrentes estão pagando ou não por tráfego.

A partir daí, dê uma olhada na estratégia de SEO deles e descubra exatamente quais as palavras-chave são pagas ou orgânicas.

Faça uma auditoria de mídia social por todas as páginas de mídias sociais do seu concorrente. Veja o Twitter, Facebook, Instagram, Youtube, etc.

O que eles estão fazendo que você não está? Como está o desempenho dos posts deles, em média?

E qual é a estratégia geral de conteúdo deles?

Eles estão reutilizando conteúdo? Como?

Tente pensar em formas de reutilizar o seu conteúdo existente de maneira similar.

Veja os tópicos de blog deles. Quais posts tiveram os melhores desempenhos no passado? Essas são as ideias de tópicos que você precisa roubar.

E quanto ao comprimento do post deles? Conteúdos mais longos normalmente têm um melhor desempenho do que conteúdos curtos.

Depois, utilize a Técnica Skyscraper para escrever conteúdos similares às peças de alto desempenho da sua concorrência, mas que seja dez vezes melhor que os deles.

Faça o seu conteúdo maior, mais atualizado e mais bem pesquisado. Adicione o maior número possível de imagens de alta qualidade.

E finalmente, aproveite o poder dos links inbound. Identifique quais sites têm links para as peças do seu concorrente.

E então, quando você criar conteúdos similares, contate esses sites e peça que eles façam o link para o seu, em vez disso. Use o Viola Norbert para encontrar o endereço de email corporativo de qualquer pessoa.

Quais métodos você usa para roubar ideias de conteúdo dos seus concorrentes?

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/ideias-de-conteudo/

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Orçamento