(32) 3061-1694

Presença digital é a maneira de seu negócio ser encontrado através dos meios digitais, mostrando-se relevante e confiável para os clientes.

Desde as postagens nas redes sociais até os resultados do Google disponíveis sobre seu negócio, ter presença digital é a grande oportunidade de garantir que você está dando a impressão certa para os usuários.

E como diz o ditado: a primeira impressão é a que fica.

Mas uma dúvida que muitos empreendedores têm é: vale a pena colocar seu negócio na web, mesmo com tanta concorrência?

Neste artigo, vamos explicar se vale a pena investir em presença digital para quem já tem seu negócio e como fazê-la. 

O que é presença digital?

Simplificando, é o espaço que sua marca possui no mundo online. Alguns elementos que fazem parte são:

  • Seu site;
  • Suas contas nas redes sociais;
  • Resultados de pesquisa exibidos;
  • Anúncios e qualquer outro formato de mídia paga.

A vantagem de investir na presença digital é a variedade de ferramentas disponíveis para analisar e mensurar os resultados. Nunca foi tão fácil atingir um amplo público na internet. Por outro lado, é algo tão vasto e abrangente que pode ser quase impossível manter uma estratégia consistente.

Vale a pena investir?

Muitas empresas possuem certa resistência em investir em presença digital, Afinal, a internet é um mundo muito vasto e até mesmo definir quais estratégias de marketing serão colocadas em prática é uma tarefa difícil.

Mas como deixar de lado a presença digital em um país onde 7 em cada 10 clientes fazem compras online? E 97% pesquisam na internet antes de tomar a decisão de compra?

Pois é, é impossível pensar em ter uma empresa sem apostar na presença digital. Assim como é inegável o fato que de internet mudou completamente a forma como as pessoas adquirem produtos e serviços.

Se antes a maior aposta era em publicidade via banners e panfletos, hoje é essencial apostar em ser encontrado no Google e com boas avaliações de outros usuários.

Presença digital não se trata apenas de ter um perfil nas redes sociais e um site. Se trata de transmitir uma mensagem consistente para os visitantes, ter uma reputação sólida e uma marca forte.

São coisas que parecem pequenas e triviais do ponto de vista do proprietário de uma empresa, mas que são determinantes para perder ou ganhar clientes.

Se você está em dúvida se deve investir em presença digital, a resposta é sim. E você já deveria estar se preocupando com isso.

Mas nunca é tarde para começar!

Os 4 pilares da presença online

A presença digital é fundamental para construção de marca e branding. Faz parte do plano de marketing e é importante zelar pela sua regularidade.

Há 4 pilares que fazem parte da construção de uma presença online que devem ser seguidas à risca. São eles:

1. Conteúdo de qualidade

O conteúdo serve para mostrar todo o conhecimento e potencial do seu negócio. Através do conteúdo de qualidade e regular, sua empresa conseguirá se posicionar como autoridade no seu nicho, entregando informações úteis e relevantes para potenciais clientes.

Hoje em dia, é praticamente impossível iniciar um processo de compra sem antes buscar por referências e soluções no Google ou nas redes sociais. 

O conteúdo ajuda pessoas a resolverem suas dúvidas de forma mais eficiente. Também aumenta a reputação do seu negócio, gera engajamento e melhora a relação do público. Ou seja, quem produz conteúdo de qualidade é rei!

2. Posicionamento claro

O posicionamento reflete a forma que a sua empresa será vista e reconhecida na internet.

Esse pilar leva em consideração as características da sua marca, como missão e valores, dos concorrentes (o que irá diferenciar sua marca deles) e dos consumidores. Tudo isso é definido ainda no plano de marketing (se você não tem, está na hora de fazer).

O posicionamento em prática nas ações de marketing e principalmente na produção de conteúdo. É o grande responsável pelo branding da marca e qualquer ação que contraria o posicionamento pode ser prejudicial.

3. Tráfego de qualidade

Além de criar conteúdo e se posicionar se isso não atingir o público certo. E não se trata de gerar tráfego de todo e qualquer tipo, e sim tráfego de qualidade e com pessoas com potencial para serem seus clientes.

Estratégias como SEO, e-mail marketing, materiais ricos e outros, ajudam a trazer tráfego qualificado para seu negócio.

O importante é sempre direcionar a mensagem para a persona, assim as pessoas certas virão com mais facilidade, sendo impactadas pelo conteúdo e oferta em questão.

4. Monitoramento

Construir sua presença digital exige também monitoramento constante. Afinal, como você saberá o que está dando certo e o que não vale a pena colocar mais esforços?

Na internet, é possível monitorar em tempo real os principais indicadores de desempenho nas páginas e existem ferramentas específicas para tal.

Por exemplo, para verificar a performance do seu site e conteúdos feitos, você pode utilizar o Google Analytics, que é gratuito. Ferramentas de automação de e-mail mostram taxa de abertura, taxa de clique, etc.

Ferramentas de PPC também mostram taxas de clique, alcance, engajamento e outros dados importantes.

Ou seja, tudo o que você fizer no seu site e redes sociais pode ser mensurado e analisado!

Dicas para construir sua presença digital

Entendendo a importância da presença digital e seguindo os pilares, será mais fácil colocar em prática as dicas abaixo para construir a presença da sua empresa no mundo digital.

Como percebemos, não adianta apenas colocar informações sobre sua empresa em uma página qualquer. O crescimento da marca no mundo digital precisa de tempo e dedicação para dar certo.

Se você está determinado e pronto para colocar sua empresa no radar digital, confira nossas dicas para criar presença online!

1. Defina metas para ser mais objetivo

Pergunta rápida: por que você está investindo em presença digital? Se a resposta for algo como “porque todos meus concorrentes estão também”, pense novamente.

A construção da presença digital precisa ser atrelada a objetivos do seu negócio. É o início de um caminho de sucesso para a empresa, pois quando temos objetivos claros, sabemos quais ações devemos tomar para alcançar aquilo que queremos.

Uma boa forma de começar a criar metas é através do método SMART, onde cada sigla possui os seguintes significados:

S (specific ou específica)

Sua meta deve ser bem clara para todos os envolvidos. Por exemplo, você pode investir em presença digital para aumentar as vendas em 10% através de campanhas nas redes sociais.

Porém, dentro do S, além de especificar qual é o objetivo a ser realizado, já outras perguntas a serem respondidas:

  • Por que esse objetivo é importante?
  • Quem está envolvido nele (se é você mesmo ou sua equipe, por exemplo)?
  • Quais plataformas e ferramentas serão utilizadas?
  • Como irei conquistá-la?

Lembre-se: é uma meta específica e deve conter todos os detalhes que fazem dela importante.

M (measurable ou mensurável)

Não adiantará nada criar uma meta que não pode ser mensurada.

A meta para ser mensurável deve esclarecer qual é o resultado esperado e o tempo necessário para alcançá-la.

Voltando ao exemplo anterior de aumentar as vendas, a meta teria como resultado esperado o aumento de 10% das vendas e o tempo poderia ser definido em 6 meses, por exemplo. 

Lembrando que estamos começando agora a trabalhar a presença digital de forma mais séria. Por isso, suas metas e KPIs devem levar isso em consideração.

A (attainable ou atingível)

Suas metas também devem ser realistas e atingíveis. Afinal, colocar metas difíceis demais de serem conquistadas só irá gerar frustração.

Quando você define uma meta atingível, pode identificar outras oportunidades não identificadas antes. 

Nessa etapa, responda duas questões: como seu negócio poderá atingir esse objetivo e quão realista ela é, com base em outras restrições, como fatores financeiros?

R (relevant ou relevante)

Essa etapa ajuda a garantir que a meta seja importante para o seu negócio. Quanto mais relevante, mais motivado você e sua equipe estará para alcançá-la.

Se a meta não é relevante, não deve ser tratada como prioridade. Para criar e garantir uma meta relevante, pense no impacto que ela irá gerar como um todo. 

Por exemplo, aumentando as vendas em 10% com campanhas nas mídias sociais, isso impactará diretamente o faturamento e lucro da empresa. Logo, é uma meta extremamente relevante.

T (time based ou temporal)

Por fim, sua meta deve ser temporal. Ou seja, deve ter um prazo específico para ser alcançada.

Essa parte é extremamente importante, pois impede que outras tarefas de menor importância tenham prioridade sobre aquela de longo prazo e mais importante.

A meta SMART é só uma forma de definir metas e colocar estratégias em prática. Além desse método, você pode definir objetivos com a análise SWOT e outros métodos explicados neste artigo.

2. Identifique seu público-alvo

O público que compra com sua empresa diretamente pode ser diferente daquele que irá comprar na internet. Por isso, para que seus objetivos online sejam conquistados, é essencial descrever seu público-alvo e definir a persona (você pode entender a diferença entre os dois neste artigo).

Entender o público-alvo ajudará a descobrir os seguintes detalhes:

  • Em quais redes sociais eles estão mais ativos (consequentemente, em quais investir mais);
  • Qual conteúdo deve ser feito para atraí-los;
  • A frequência de postagem;
  • Tom de voz a ser adotado;
  • Quais informações são essenciais para eles.

Já a persona dá maiores detalhes sobre o cliente ideal. Com as informações da persona, você consegue direcionar o conteúdo diretamente para eles, conversando de um para um. 

3. Humanize sua marca

Um dos maiores erros de quem começa a construir sua presença digital é achar que o cliente quer interagir com a corporação. Porém, pessoas interagem com pessoas.

Mesmo que sua empresa não tenha um rosto, não significa que ela deva ser sem personalidade. O segredo do sucesso da presença digital é apostar em personalização, seja no conteúdo ou na hora de responder usuários nas redes sociais.

Um bom exemplo de marca que possui personalidade é a Magazine Luiza, através da sua brand persona, a Lu.

Constantemente, a Lu viraliza nas redes sociais, pois seus perfis não têm medo de fazer piadas e conversar com seus seguidores de forma mais pessoal.

Marcas que se comportam como robôs e só dão respostas prontas são extremamente criticadas. Quer construir uma forte presença online? Aposte na humanização da marca!

4. Foque em ajudar o público

Por mais que seu objetivo na internet seja vender mais e conquistar mais clientes, isso só acontecerá se a sua empresa se preocupar em ajudá-los ao invés de enfiar ofertas e promoções goela abaixo.

Se sua empresa foca em ajudar o público e entregar conteúdo de qualidade para eles, vender será mais fácil. Afinal, a grande maioria das pessoas gosta de comprar com marcas que demonstram ser confiáveis, não é mesmo?

Se seus seguidores fizerem uma pergunta, responda da melhor forma possível. Se alguém falar sobre um problema específico, vale a pena planejar um conteúdo solucionando este problema.

Ao oferecer soluções em vez de focar em vender o tempo todo, você estará provando que sua empresa é uma autoridade e conquistará a confiança de um potencial cliente.

5. Invista em vídeos

Vídeos são considerados o futuro da internet e você pode utilizá-los para divulgar sua marca e criar presença digital.

Em qualquer site e redes sociais existem recursos para hospedar vídeos. Alguns vão além, oferecendo opções para colocar legendas, pesquisas ao vivo, formulários para captar leads e transmissão ao vivo.

O vídeo marketing apresenta diversos benefícios para quem aposta neles, como:

  • Ajuda no SEO do seu site e blog;
  • Aumenta o engajamento com o público;
  • É um formato de conteúdo responsivo;
  • Explica conceitos complexos com mais facilidade;
  • Conteúdo é mais personalizado;

O que esta esperando, para marcar sua presença? Bora começar.

Fonte: https://blog.hotmart.com/pt-br/presenca-digital/

Comentários

comentários

Share This