(32) 3061-1694

Muitos blogueiros se defrontam com um problema comum: como escrever um artigo realmente informativo, mas ao mesmo tempo muito fácil de se ler?

Nas minhas áreas de expertise – marketing, empreendedorismo, SaaS – os assuntos podem se tornar realmente complicados. Se eu não for cuidadoso, meus artigos podem ficar complexos, cheios de jargão e muito chatos. Então, como eu evito isso?

Eis aqui algumas das técnicas que eu utilizo para criar artigos ultra-legíveis que também são inteligentes e cativantes.

Seguem estas cinco dicas para escrever artigos de blog de alto nível:

1)  Escreva frases curtas.

Todo artigo é feito de parágrafos, que são feitos de frases. Toda frase forma um pensamento completo. Quanto mais curto e simples for esse pensamento, mais fácil será lê-lo. Faz sentido, certo?

Você pode escrever sobre qualquer assunto, não importa o quão técnico, e ainda assim soar inteligente e legível. A chave? O tamanho da frase. Eis aqui algo para se pensar:

  • O comprimento médio de uma frase em revistas especializadas é de 60 palavras.
  • O comprimento médio de uma frase na série de livros do Harry Potter é 12 palavras.

Agora, vamos observar o exemplo de uma frase de revista especializada. Ela é composta por 40 palavras:

“Classicamente se apresenta com uma história anterior de trauma ocular fechado ou penetrante, ou pode estar associado com outras doenças oculares tais como glaucoma congénito e aniridia ou doenças hereditárias sistêmicas concomitantes tais como a síndrome de Marfan e homocistinúria.”

E aqui um exemplo de uma frase do livro Harry Potter e a Câmara Secreta:

“Filch parecia triunfante.”

Qual delas você preferiria ler? Você provavelmente não está escrevendo o próximo Harry Potter nem um artigo para uma revista especializada. Dito isso, a sua escrita deve se colocar em algum lugar entre esses dois extremos.

Então, quão longas devem ser as suas frases? 10-20 palavras. Eis o que um estudo diz:

  • Frases com 8 palavras: 100% de compreensão
  • Frases com 14 palavras: 90% de compreensão
  • Frases com 43 palavras: 10% de compreensão

Você pode variar o tamanho da sua frase. Mas, de modo geral, quanto menor melhor.

2) Faça perguntas, e depois responda.

Eu quero que as pessoas acompanhem os meus pensamentos num artigo. Como eu faço isso? Eu faço perguntas e depois as respondo. Eu fiz isso no parágrafo acima. Uma pergunta seguida de uma resposta.

Toda frase em um artigo responde a alguma pergunta. De fato, a questão que inspirou este artigo foi: Como eu posso escrever artigos inteligentes, mas mantê-los fáceis de se ler?

Se você pode antecipar o questionamento dos seus leitores, então você pode simplesmente fazer a pergunta e responder à pergunta. Eis aqui algumas das perguntas que faço neste artigo:

  • Quão longa deve ser a sua frase?
  • Como você pode escrever frases menores?
  • Como eu faço isso?

O que uma pergunta faz? Uma pergunta força o leitor a pensar. O leitor pode não está tentando respondê-la, mas estará pensando sobre ela. É bom o bastante. Isso significa que ele está pelo menos acompanhando o seu pensamento. Agora, posso responder à questão enquanto tenho a atenção deles.

3) Faça resumos de pesquisas.

Uma forma fácil de parecer inteligente e montar um argumento mais forte é citando uma pesquisa. Neste artigo eu cito um livro bem chato publicado pela International Reading Association. Eu não tive que lhe falar sobre os autores. Eu não tive nem sequer que mencionar o nome do livro. Eu apenas escrevi “de acordo com uma pesquisa” e coloquei o link do artigo. Como resultado, eis o que aconteceu:

  • Você, o leitor, obteve o conhecimento de uma boa pesquisa.
  • Eu, o autor, ganhei a credibilidade de citar uma boa pesquisa.

Citar e resumir pesquisas é uma forma fácil e direta de causar impacto. É também uma boa forma de estabelecer credibilidade. Mais importante, os leitores receberão o benefício de uma informação confiável.

4) Utilize a palavra certa.

Alguns escritores dizem que você deve usar a palavra mais simples possível. De acordo com uma pesquisa, utilizar palavras curtas e comuns é o segundo modo mais eficaz de se melhorar a legibilidade. Por exemplo:

  • Ao invés de ajustar utilize mudar.
  • Ao invés de acomodar utilize conter.
  • Ao invés de fundamentar utilize comprovar.
  • Ao invés de subsequentemente utilize após.
  • Ao invés de remunerar utilize pagar.
  • Ao invés de agilizar utilize apressar.
  • Ao invés de implementar utilize fazer.
  • Ao invés de facilitar utilize ajudar.

Geralmente, este é um bom conselho. Claro que você quer deixar o seu artigo fácil de compreender, mas você também quer ser o mais preciso possível. Algumas vezes, você precisará utilizar uma palavra maior.

Para alguns artigos técnicos, fazer uso de palavras longas ou técnicas é ok. Como você sabe quando usar uma palavra grande e quando usar uma pequena? Aqui estão as ideias que eu sugiro de como selecionar a palavra certa.

  • Utilize palavras que são fáceis de serem compreendidas no contexto. Mesmo que um leitor não saiba a definição da palavra, ele pode usar as pistas do contexto para entender o seu significado. Eis um exemplo: “Assegure-se de fazer um backup dos arquivos do seu WordPress antes de atualizar a fim de mitigar o risco de um travamento.” Mitigar não é uma palavra comum, no entanto a frase oferece contexto suficiente para dar ao leitor uma ideia geral do seu significado.
  • Utilize palavras que o seu público entenderá. Se baseie no seu público, pois, no fim das contas, é para ele que você está Por exemplo, a palavra pasquino não é comum, mas um historiador helenista saberia exatamente do que estou falando.
  • Utilize a palavra que é mais precisa. Palavras mais simples possuem significados mais gerais. Se eu precisar descrever algo que é cheio de detalhes, talvez eu precise utilizar uma palavra mais precisa.
  • Utilize a palavra mais curta e mais fácil se você precisar escolher entre duas.Finalmente, se você estiver em dúvida quanto a duas palavras, escolha a mais fáVocê não precisa utilizar a palavra salubre se você pode apenas dizer saudável.

5) Quebre algumas regras gramaticais.

Você percebeu que eu violei algumas regras gramaticais neste artigo?

  • Eu escrevi algumas frases incompletas.
  • Eu comecei uma frase ou duas com uma conjunção (por qualquer motivo, algumas pessoas pensam que isso é errado)
  • Eu provavelmente cometi alguma outra infração gramatical.

Eu sei gramática, e contrato um editor e um revisor para conferir o meu trabalho. Mas eu também sei que a comunicação eficaz é sempre melhor do que seguir regras. Se eu precisar de quebrar uma regra ou duas para fazer a minha escrita ser clara, então eu o farei.

Isso não quer dizer que você deva tornar sua escrita enigmática com seus erros ou ignorar a importância da edição, mas não fique com medo de usar algo simples como uma gíria com a qual você sabe que o seu público pode se identificar.

Conclusão

Fazer um artigo legível é mais importante do que parecer inteligente. O objetivo da escrita é comunicar ideias para os outros. Se você não é capaz de fazer isso de forma simples e bem-sucedida, então você precisa escrever de um modo ainda mais simples.

Seus assuntos talvez sejam técnicos e a sua especialidade talvez seja um pouco esotérica. Tudo bem. Desde que você consiga comunicar essas ideias para as pessoas certas, você terá sucedido.

Quais dicas você segue para fazer a sua escrita ser inteligente e legível? Compartilhe elas conosco nos comentários abaixo.

 

Fonte: https://br.hubspot.com/blog/como-escrever-artigos-de-blog-de-alto-nivel

Comentários

comentários

Share This