(32) 3061-1694

Todo mundo quer criar uma CTA de alta conversão para o seu site que gere muito dinheiro.

Mas a verdade é que, por mais que um único elemento do seu site seja o ponto focal, não é o único ponto que leva os visitantes a fecharem uma compra.

Frequentemente, um visitante vai entrar no seu site várias vezes antes de decidir comprar ou iniciar qualquer interação significativa com a sua marca.

Então, a verdadeira questão é: como monitorar essas pessoas e otimizar seu conteúdo para conseguir capturá-las no seu funil de vendas?

Isso significa que você não deve só focar em CTAs grandes. Você também deve focar no desempenho de elementos como links e CTAs “menores” nos seus posts.

Mas isso requer muito mais esforço da sua parte e provavelmente vai precisar de uma justificativa concreta.

Vale a pena medir cliques em links individuais e CTA?

E como medir esses cliques?

Eu quero ajudar a responder a essas perguntas para você de um jeito que te ajude a crescer a longo prazo.

Então vamos começar pela primeira pergunta – isso tudo vale a pena?

Cliques individuais realmente importam?

Pense em todos os elementos diferentes em um post.

Só para citar alguns, você tem links internos, links externos, imagens, CTAs, botões de compartilhamento e comentários.

links

Quando você leva em consideração como todos esses elementos trabalham juntos para criar um post coeso, é fácil ficar confuso com o monte de peças que há em jogo.

E aí você precisa responder a uma pergunta muito importante:

Qual desses elementos está sendo mesmo clicado e que contribuí para a taxa de cliques e receita gerais?

Quando o assunto é otimização de sites, a taxa de cliques é a principal métrica para a qual os profissionais de marketing olham para ajuda a avaliar a lucratividade geral de uma página.

E, dependendo do que você está vendendo, suas taxas de cliques vão variar drasticamente.

cta ctr

Mas saber as taxas de cliques de uma página como um todo é uma métrica bem densa.

Ela mostra o comportamento final, mas não diz nada de útil sobre como cada elemento da página contribui para a métrica final de cliques.

Isso significa que você vai ter uma representação bem limitada da experiência real do seu cliente no seu blog.

Então quando se trata de obter dados importantes sobre seus cliques, você precisa começar entendendo que links e CTAs contribuem para a experiência geral do cliente.

cx

A experiência do cliente trata de como os usuários interagem com o seu site.

Se eles têm uma boa experiência, têm maiores chances de se tornarem clientes satisfeitos.

Clientes satisfeitos são mais fáceis de se reter, promover sua marca e, no fim das contas, comprar mais de você.

Mas se você não sabe quais elementos do seu conteúdo estão contribuindo ou prejudicando a experiência dos seus clientes, você nunca vai conseguir criar o tipo de post que realmente gera conversões.

E o conteúdo é uma parte fundamental de todas as fases da comprovação do ROI quando se trata de experiência do cliente:

cx 2

Então, links individuais e CTAs no seu post são uma questão do lifetime value do seu cliente.

E saber em que medida cada elemento de um post em particular é clicado pode te ajudar em diversos casos.

Em primeiro lugar, vai beneficiar diretamente seus CTAs e links orientados por metas.

Se você tem um CTA para um produto ou serviço em um post que não está obtendo cliques, pode ser porque seus visitantes estão sendo distraídos por outros links ou elementos da página.

Mas não saber o que de fato está sendo clicado vai te deixar no escuro.

E se a sua marca usa links afiliados para ajudar a compartilhar conteúdo e aumentar o seu alcance, não saber quantos cliques você está recebendo vai tornar impossível dividir sua receita de maneira adequada.

affiliate link structure

Então existem camadas no monitoramento de links individuais e CTAs que certamente valem seu tempo, atenção e investimento.

Seu objetivo é encontrar uma maneira de monitorar esses cliques e ações nos seus posts para que o seu conteúdo, links e CTAs funcionem todos juntos para ajudar a aumentar suas vendas.

E isso significa começar com textos que convertem.

Em seguida, você precisa começar a criar uma compreensão de quais as ações impulsionam seu trabalho de marketing.

Isso vai te ajudar a monitorar seu ROI e melhorá-lo no futuro.

Mas, como todo o resto no mundo dos negócios, seu orçamento, tempo e expertise têm um papel importante.

Pode ser meio difícil saber por onde começar.

Mas, felizmente, existe uma resposta que vai te preparar totalmente para começar, e eu quero compartilhá-la com você nesse post.

A resposta que você está procurando é encontrar um sistema robusto de relatórios que te permita monitorar e atribuir cliques adequadamente.

Encontrando um sistema de relatórios

Quando o assunto é encontrar um sistema de relatórios que te permita medir cliques em links individuais e CTAs, você tem basicamente duas opções:

  1. Um sistema de relatórios de sobreposição
  2. Um sistema direto de monitoramento de links

Sistemas de sobreposição costumam ser mais robustos, coletam dados mais profundos e oferecem dados mais facilmente colocáveis em prática com base no comportamento geral do usuário.

Um sistema de monitoramento de links vai ser mais modesto, mas ainda consegue te dar insights úteis sobre os cliques nos seus links e CTAs.

Eu quero te mostrar algumas opções para esses dois tipos de sistema.

Independente de qual você escolher, você pode começar a usá-lo para acumular dados interessantes e otimizar a experiência do cliente no seu blog.

Vou falar primeiro de um sistema de sobreposição bastante robusto que começa a gerar valor imediatamente.

Opção #1: Crazy Egg

Crazy Egg é um serviço premium que permite que donos de negócios criem relatórios de sobreposição úteis em seus sites.

Esses relatórios de sobreposição mostram vários dados que te permitem visualizar rapidamente onde seu post está sendo clicado.

Por exemplo, um dos relatórios de sobreposição mais populares que eles oferecem é um simples mapa de calor do comportamento dos usuários no seu site.

heatmap

Ele te dá uma representação visual de onde os usuários estão de fato interagindo com o seu post.

A cada vez que um usuário clica, um ponto no mapa de calor te informa sobre a intenção dele.

E se essa informação não é suficiente para você, você também pode trocar para uma sobreposição tipo confete para descobrir de onde seus visitantes estão vindo.

confetti

Isso te permite não só ver onde os usuários estão clicando, mas te dá informações sobre quais localizações geográficas tendem a usar cada elemento do seu site.

Por exemplo, você pode dividir seus usuários entre visitantes dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Se eles se comportarem de maneira diferente, você pode usar essa ferramenta para otimizar seus posts para uma variedade mais ampla de públicos no futuro.

E aí, se você quiser ir ainda mais adiante, você pode gravar as sessões dos usuários no seu site para ver seu comportamento de rolagem, cliques e muito mais.

recordings

Isso significa que você nunca vai ficar no escuro sobre como as pessoas realmente estão usando seu site.

Você pode monitorar cliques e otimizar seu site a partir dos dados que você reunir.

E se você não tem certeza se isso funciona para você, eu devo dizer que várias marcas tiveram sucesso usando a ferramenta.

Por exemplo, o Nurse.com aproveitou bem a plataforma do Crazy Egg de acordo com um estudo de caso que eles compartilharam.

ce cast study 1

Eles conseguiram analisar os elementos dos seus posts em que os usuários tentavam clicar.

No fim, eles encontraram CTAs concorrentes e uma área não-clicável que estava recebendo um monte de cliques.

E o mais importante: eles descobriram que ninguém estava clicando nos links ao longo dos textos.

Usando os dados que eles obtiveram do Crazy Egg, eles revitalizaram seu blog e tiveram um aumento impressionante de 15,7% nas vendas.

Se eles não tivessem parado para olhar onde os usuários estavam de fato clicando, eles nunca teriam conseguido otimizar a experiência do usuário adequadamente.

Eu mesmo usei o Crazy Egg no meu site com resultados impressionantes.

181

Eu comecei analisando os diferentes cliques no meu site e vendo no que as pessoas estavam realmente interessadas.

Usando esses dados, eu pude revitalizar meu CTA e posicionar os links estrategicamente para aumentar as chances de os usuários clicarem neles.

191

Como resultado, eu tive um aumento de quase 24% no envio de formulários quando eu usei essa ferramenta no meu site.

Então usar o Crazy Egg como ferramenta para te ajudar a monitorar os cliques nos seus CTAs e links individuais é uma ótima opção que te permite otimizar e aumentar o engajamento no seu blog.

Mas não é a única ferramenta de sobreposição disponível.

Então eu quero te mostrar outra opção que vai te ajudar da mesma forma.

Opção #2: Visual Website Optimizer

Visual Website Optimizer, ou VWO, é outra ferramenta de relatório de sobreposição que te permite analisar o desempenho individual dos seus links e CTAs de forma visual.

De forma bem semelhante ao Crazy Egg, o VWO te permite criar gravações de sessões individuais no seu site.

vwo 1

Isso te permite ver exatamente onde os usuários estão rolando e clicando e oferece inclusive uma linha para mostrar a progressão do seu usuário ao longo do tempo.

Isso te ajuda a saber se o seu usuário está realmente lendo o seu conteúdo ou só dando uma olhada para saber o que você tem para oferecer.

O VWO também oferece mapas de calor dinâmicos para te ajudar a se aprofundar ainda mais no comportamento dos usuários e medir cliques individuais.

vwo 2

Mais uma vez, ele é bem parecido com o Crazy Egg em termos de funcionalidades e aplicação dos mapas de calor.

Mas, além dos mapas de calor, o VWO também monitora e faz relatório sobre os vários cliques que seus usuários fazem tanto nos seus links quanto na sua página como um todo.

vwo 3

Isso inclui algumas listas de elementos que detalham de forma útil quais partes do seu post estão recebendo qual porcentagem dos cliques:

vwo 4

Então, considerando isso tudo, tem muita coisa no VWO que você pode usar para mensuração, análise e otimização.

Ao utilizar as ferramentas que ele oferece, você pode descobrir de forma rápida e eficaz os pontos problemáticos no conteúdo do seu blog que estão te fazendo perder seus usuários.

E já que o VWO oferece um mês de teste gratuito, você pode começar a usá-lo sem compromisso para ver se funciona para você.

Depois de criar sua conta, basta inserir a URL de um post e começar a usar o sistema para ver o que ele tem a oferecer.

vwo 5

Você vai ver que o processo é bem intuitivo, e você não vai precisar ir muito longe para encontrar os diferentes mapas de calor e configurações do VWO.

vwo 6

Mas, repito, não ache que sou só eu que estou falando desses sistemas de sobreposição.

Existem vários exemplos de marcas que usam plataformas como o VWO para medir cliques e estimular o crescimento do seu conteúdo a longo prazo.

Veja, por exemplo, a CORGI Homeplan.

A companhia de seguros do Reino Unido achava que o desempenho do próprio site não estava tão bom.

Eles usaram os mapas de rolagem, gravações e mapas de calor oferecidos pelo VWO para criar experimentos no site que mudaram drasticamente seu visual e sensação.

Esse é o site original:

corgi original

E, depois de muitos testes, esse é o design que eles adotaram no final:

corgi variation

Superficialmente, parecem mudanças pequenas.

Eles trocaram algumas cores e mudaram um pouco o cabeçalho, mas não mexeram na maioria dos outros elementos.

Mas essas mudanças geraram um aumento de 30,9% nas conversões.

E todas elas foram baseadas nas informações fornecidas pelo VWO.

Sem dúvida, relatórios de sobreposição podem ser interessantes para uma marca que quer dar uma repaginada no seu conteúdo e medir quais links e CTAs têm a melhor performance.

Mas, como eu falei anteriormente, relatórios de sobreposição não são a única opção.

Então, agora, vamos dar uma olhada em duas opções de monitoramento de links que são muito mais singelas, mas ainda assim úteis.

Opção #3: Google Analytics

Você pode ficar surpreso de saber que o Google Analytics te permite monitorar cliques nos links do seu site para que depois você possa ajustar seus textos e aumentar sua taxa geral de cliques.

Você pode encontrar downloads de arquivos, engajamento com vídeos, cliques em links internos e externos e até cliques em links de emails na aba Comportamento no seu Analytics.

Comece clicando na sua aba Comportamento e depois selecione as opções “Eventos” e “Visão geral”.

eventtracking

Na seção Categoria do Evento, você pode ver com que frequência seus links estão sendo clicados em relação a outros eventos que você configurou seu Analytics para monitorar.

eventtracking link

E, se você olhar um pouco mais adiante, você vai encontrar um detalhamento um pouco maior de quais links receberam cliques no seu post.

linkclicks eventlabel

Em comparação aos relatórios de sobreposição que vimos antes, essas informações são bem básicas.

Você vê detalhadamente quais links obtiveram cliques, mas a análise de comportamento não é tão profunda quanto aquela oferecida por relatórios de sobreposição.

Mas, para um profissional de marketing com o orçamento mais apertado, essas informações ainda podem ser vantajosas.

Quando links ou CTAs não estão recebendo cliques de acordo com o Google, você ainda pode fazer experimentos no seu site para ver se seus resultados melhoram.

Até fazer testes A/B com esses dados ao longo do tempo pode trazer bons resultados.

Outra maneira possível de se usar o Google Analytics para medir cliques em links e CTAs foi compartilhada recentemente pela Amanda Gant da Orbit Media.

Ela monitorou uma campanha usando o URL Builder do Google e obteve resultados bem impressionantes.

image30

Usando esses links, ela criou campanhas em torno do conteúdo que o Google Analytics conseguiu monitorar.

image28

Se ela enviasse um link por email em uma newsletter, ou se um visitante no site dela clicasse em um link monitorado por essa campanha, o Analytics daria um feedback direto.

Ao fim da campanha, o Analytics também detalhou a performance de cada link:

image4

Mais uma vez, essas são informações bem superficiais sobre os links que estão recebendo cliques, mas ainda assim são úteis.

O Analytics te permite saber se seus links e CTAs realmente estão obtendo cliques, o que te ajuda a determinar onde você precisa concentrar seu esforço de otimização.

Mas o Google Analytics não é a única opção disponível se você só quiser um monitoramento básico de links.

E isso nos traz para a nossa última opção de monitoramento de links.

Opção #4: Bitly

Tem grandes chances de você já ter visto o Bitly antes e ele só ter se perdido do seu radar.

Mas se você já clicou em alguma URL nas redes sociais começando com um endereço bit.ly, então você já usou o Bitly.

Ou, pelo menos, entrou em contato com uma marca que usa.

O Bitly é um serviço de encurtamento de URLs mais voltado para profissionais de marketing de social media que querem economizar espaço de caracteres nos seus posts.

Antes de o Twitter passar de 140 caracteres para 280, muitas marcas usavam o Bitly para criar links mais curtos para caberem nos posts.

bitly

Você só precisa inserir a URL e o Bitly te devolve uma URL com menos caracteres.

O Bitly agora oferece funcionalidades de monitoramento, para que você saiba com que frequência seus links estão sendo clicados, o que os torna bem mais úteis para um público de marketing em geral.

E já que ele funciona bem tanto em navegadores desktop quanto em dispositivos móveis, é a ferramenta perfeita para te ajudar a medir cliques em links e CTAs em qualquer página do seu site.

Usar o Bitly é bem simples.

Comece criando uma conta gratuita.

bitly 2

Quando você entrar no seu painel, você vai ver que tem um menu em cascata na parte superior direita que diz “Criar”.

Se você estiver usando o serviço gratuito, você só vai conseguir selecionar a opção Criar Bitlink.

bitly 3

E tudo bem, porque você só precisa mesmo de um Bitlink para começar a monitorar suas URLs.

No menu que aparece, insira a URL ou o link do CTA que você quiser monitorar.

bitly 4

O Bitly vai te dar um link customizado usando seu formato do bit.ly, que você pode copiar e colar no seu post ou CTA.

bitly 5

Depois de inserir a nova URL, o Bitly vai medir os cliques nesse links individual para você e oferecer algumas métricas básicas que te permitem avaliar seu desempenho geral.

Para você ver mais ou menos como fica, eu cliquei na minha própria URL do Bitly.

bitly 6

Você vai obter um detalhamento do dia, hora e número de cliques no seu link ou CTA sem precisar analisar outros dados.

Então, repito, por mais que não seja tão profundo quando um relatório de sobreposição, você ainda pode usar o Bitly como um método para checar o desempenho dos links individuais e CTAs no seu blog.

E ele vem sendo usando com bastante sucesso por muitas marcas famosas, como a Beats by Dre.

Eles começaram usando o Bitly para ajudá-los a compartilhar URLs encurtadas da marca e medir os cliques nos seus links.

bitly cs

Ao usar essas URLs encurtadas para monitorar seu desempenho, eles puderam fazer mudanças no conteúdo e obter um aumento de 34% nas taxas de clique no site.

A inserção desses links do Bitly pode requerer um pouco mais de trabalho manual, mas os resultados com certeza podem valer a pena se você quiser manter um orçamento baixo para o seu trabalho de monitoramento de links.

Conclusão

Cliques fazem diferença.

Se você não conseguir determinar corretamente quais links e CTAs estão recebendo cliques ao longo do seu conteúdo, não tem como saber de forma precisa se o seu conteúdo está atingindo seu objetivo.

E, mais importante, não tem como criar experimentos úteis que geram crescimento.

E com links internos e CTAs contribuindo para a experiência geral do seu cliente, isso pode ser a diferença entre um site de sucesso e um que simplesmente não funciona.

Para te ajudar a monitorar seus links, você pode usar tanto um sistema de relatórios de sobreposição quanto um monitoramento de links.

Ambos têm seus prós e contras, mas sempre vão fornecer informações úteis.

Relatórios de sobreposição de sites como o Crazy Egg e o Visual Website Optimizer podem te ajudar a descobrir e analisar o verdadeiro comportamento dos usuários no seu site.

Sistemas de monitoramento de links como o Bitly ou os nativos do Google Analytics vão te dar dados menos específicos, mas ainda assim vão te dar o material necessário para criar experimentos que podem te fazer crescer.

Seja qual for a sua opção, o monitoramento de links pode ajudar sua marca a crescer e seu conteúdo a ter sucesso.

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/como-medir-cliques/

Comentários

comentários

Share This