(32) 3061-1694

Você já teve a impressão de que o Facebook pode ouvir seus desejos?

Talvez isso tenha acontecido devido ao Facebook Remarketing. Na verdade, o Facebook ainda não tem a função de escuta (ou tem?), mas existem ferramentas de Marketing que podem lhe acompanhar por outros sites, canais e redes sociais.

Se você é um empreendedor e tem algum e-commerce este texto vai ser bastante útil na sua atuação nas redes sociais, principalmente no Facebook. Eu sempre costumo falar que mesmo você possuindo o melhor produto do mercado isso não lhe garante muitas vendas.

Afinal, a concorrência é cada vez mais alta e, como você já deve ter notado, da mesma forma que crescem os bons profissionais também cresce o número de pessoas mal intencionadas e golpistas.

Por mais que existam plugins e inúmeros programas de segurança que podem passar uma tranquilidade maior aos seus clientes em potencial, eles ainda são receosos. E isso é extremamente compreensível, não é mesmo?

Mas, o que fazer para convencer esses clientes em potencial a visitarem meu site e a comprarem o meu produto?

Bom, eu tenho um ótimo artigo sobre o poder da persuasão, acredito que será muito útil para você, veja Persuasão: Conceito, Definição e as Principais Técnicas.

Você pode usar muitos métodos de persuasão para convencer às pessoas a entrarem no seu site e comprarem seu produto, mas tem mais alguma coisa que você, empreendedor, pode fazer.

Usar o remarketing!

Seus clientes não é sempre que seus clientes estão prontos para efetuar uma compra. Talvez devido ao valor fora de seu orçamento, ou falta de um número ou modelo específico. Existem muitos motivos para que ele não faça a compra no primeiro contato com a sua marca.

Neste artigo, quero mostrar a você que é fundamental se fazer lembrar. Principalmente, quando aquele cliente em potencial já sinalizou interesse no seu produto.

Vou apresentar todas as técnicas fundamentais para desenvolver o Facebook Remarketing. Você vai receber todo o embasamento para criar um plano, executá-lo e por fim analisar métricas e resultados.

Vamos lá?

Boa leitura!

O Que é Facebook Remarketing?

O Facebook Remarketing é uma ferramenta de marketing que tem como objetivo oferecer uma nova oportunidade para um cliente em potencial efetuar a compra, através de um anúncio do Facebook.

Acredito que não tem nada melhor para explicar algo do que mostrando exemplos reais. Mariana estava procurando alguns móveis para a sua casa, comentou com alguns amigos e por fim resolveu buscar no Google uma solução, como todo nós fazemos.

Entrou em um site, colocou o móvel no carrinho, mas os valores estavam acima do que ela poderia investir. Ela fechou a janela e foi navegar um pouco pelo Facebook. Coincidentemente apareceram alguns anúncios referentes aquele mesmo produto.

Alguns com valores promocionais, outros com frete grátis. Ela repensou um pouco e encontrou um sem custo de envio, efetuou a compra e pronto!

Essa foi uma estratégia de remarketing eficiente.

O processo de vendas tem um início bastante complexo. Principalmente quando o cliente em potencial não sabe que tem a necessidade pelo produto que a sua empresa oferece.

As etapas de captura e nutrição podem demandar muita atenção. E tempo até que aquele contato esteja realmente pronto para receber sua oferta e comprar o produto.

O remarketing parte de um ponto a frente. O cliente em potencial já percebeu que tem uma carência, localizou e acessou seu site, porque viu nele uma solução. Mas, por algum motivo, não realizou a compra naquele momento.

Muitos estudiosos chegaram à conclusão de que poucos clientes finalizam a compra assim que acessam a oferta. Isso acontece porque somos seres racionais, fazemos ponderações. E quando o assunto é dinheiro e gastos pela internet tendemos a ser menos impulsivos.

A sua equipe de marketing deve estimular aquele cliente em potencial. Ao ver o produto que ele deseja uma, duas, três vezes na timeline do Facebook, as chances de que ele finalize a compra aumentam.

Esse é exatamente o objetivo do Facebook Remarketing.

Exemplo de Como Funciona o Remarketing no Facebook

Citei acima o caso da Mariana, que estava procurando móveis para comprar pela internet. Como essa história é extremamente corriqueira você, com certeza, já vivenciou algo parecido.

Mas como o remarketing funciona exatamente?

Cadeia do Facebook Remarketing:

  1. O cliente em potencial tem uma necessidade e realiza a busca pelo produto no Google;
  2. Se interessa pelo seu resultado e clica no link sugerido;
  3. Ele adiciona o produto no carrinho, mas não finaliza a compra;
  4. O Facebook, através de um cookie, registra e armazena esse acesso;
  5. Assim que o cliente em potencial acessar o Facebook, suas informações são revisadas;
  6. Se ele fizer parte da sua seleção de características, automaticamente seu anúncios, referentes aquele produto, vão aparecer para o usuário;
  7. Ele pode acessar novamente seu site para efetivar a compra;
  8. Caso isso não ocorra de imediato, o Facebook continua a mostrar esse resultado por um determinado período.

Ou seja, o Facebook lembra o cliente em potencial constantemente a respeito da sua necessidade e na solução que a empresa tem a oferecer. Fazendo uma analogia, é como se ele estivesse em uma rua comercial com várias franquias da sua loja.

Dessa forma o cliente tem mais oportunidades de realizar a compra sem que tenha que percorrer aquele caminho de busca novamente.

Importância do Remarketing na Sua Estratégia de Facebook Ads

Falei sobre a estratégia de Facebook Ads em outros posts, e, se você me acompanha há algum tempo, já se convenceu que esta é uma poderosa ferramenta de Marketing Digital.

Um dos melhores benefícios que o Facebook proporciona para os empreendedores é a segmentação. Ao criar um perfil nesta rede social, os usuários preenchem uma série de informações que ficam armazenadas em seu perfil.

Tais como:

  • Nome e sobrenome;
  • Email;
  • Foto;
  • Telefone de contato;
  • Idade;
  • Gênero;
  • Localidade.

Algumas informações, assim como o seu perfil, só podem ser visualizadas caso o proprietário da página forneça a autorização. Mas, como muito perfis – a maioria deles – são públicos, as empresas podem ter acesso a essas informações através de um plugin.

A estratégia de remarketing utiliza-se dessa segmentação para se tornar cada vez mais eficiente. Já a sua campanha de Facebook Ads pode ser beneficiada por dois grandes motivos:

Recentemente, o Facebook decidiu que era mais útil para seus usuários que posts de amigos próximos e familiares tivessem preferência na timeline. Dessa forma, se aquele usuário não tivesse um alto engajamento com a sua página ele não receberia suas ofertas com a mesma frequência.

Naturalmente isso freou o sucesso de muitas campanhas de Facebook ADS. Com o remarketing os empreendedores podem aparecer com mais facilidade para aquele público específico.

O outro motivo se dá pela escolha do público-alvo. Como citei acima, o Facebook pode segmentar seu público de muitas formas. Além das informações citadas, existem alguns outros nichos de segmentação, tais como:

  • Interesses;
  • Comportamentos;
  • Públicos personalizados;
  • Públicos semelhantes;
  • Fãs da página no Facebook;
  • Visitantes do site;
  • E muitos outros.

Ao afunilar o seu público para aquele conjunto de pessoas que realmente acessam o seu produto, as chances de fazer uma leitura incorreta do público-alvo diminuem consideravelmente, correto?

Aumento da Conversão dos Anúncios no Facebook

Esse fato que mencionei tem um impacto bastante relevante nas conversões dos seus anúncios.

A essa altura você já deve conhecer os custo relativos a anúncios no Facebook. E, grande parte dos empreendedores selecionam a opção custo por clique ou clique por aquisição. Vale lembrar que o valor estipulado no leilão aumenta para palavras-chave com alta competitividade.

Com tantas opções de segmentação você pode acabar selecionando o público errado e, dessa forma, gerar uma campanha de anúncios ineficiente. Ao filtrar seus clientes em potencial o remarketing corrobora no aumento da sua taxa de conversão.

Ou seja, aqueles usuários que clicaram no seu link, acessaram seu produto ou visualizaram seu vídeo, tem maiores chances de conversão.

Eu tenho algumas dicas valiosas para que a sua campanha de Facebook Remarketing traga os melhores resultados possíveis. E lembre-se, se você tiver alguma dúvida a respeito dos passos deste manual deixe nos comentários abaixo do artigo.

Como Fazer o Facebook Remarketing

Procuro sempre ensinar as empresas que me pedem ajuda que uma estratégia de Marketing deve ter três pilares de sustentação:

  • Planejamento;
  • Execução e
  • Análise de resultados.

O remarketing não é uma estratégia exclusiva do Facebook. Na verdade, o Google foi o pioneiro nessa ferramenta de recuperação de vendas. A ideia era de otimizar o funil de vendas e maximizar sua eficiência.

Afinal, o processo de vendas costuma ser bastante oneroso para as empresas, e perder o cliente em potencial logo antes da finalização das vendas é, realmente, muito frustrante.

Mas será que o remarketing é simplesmente criar uma campanha e mostrá-la insistentemente para pessoas que já visitaram aquele determinado produto ou página?

Não, na verdade duvide de estratégias de Marketing que prometem que algo seja simples e automático. Por mais que existam, hoje, no mercado, dezenas de ferramentas de automação eu dúvido muito que alguma delas vá substituir a parte de briefing e planejamento de uma ação.

Nos próximos tópicos vou falar sobre como funcionam os três pilares do Facebook Remarketing e o que você deve fazer para colocar esta estratégia em prática ainda hoje!

Além, é claro, de dicas valiosíssimas para que o seu anúncio seja matador!

Vamos lá?

#1 Planejamento de Campanha

O planejamento é o primeiro passo para qualquer estratégia. Se você mensurar errado um investimento, público-alvo, área ou método de atuação, os resultados não serão os esperados.

Isso pode parecer óbvio, mas muitos empreendedores iniciantes subestimam essa etapa.

E, claro, acabam desistindo dos seus sonhos ou até mesmo falindo nos primeiros 24 meses de atuação. Tenho certeza que você não quer isso.

Então planeje!

Saiba exatamente onde quer chegar e qual o caminho que você vai trilhar até lá.

A sua estratégia de Facebook Remarketing é para diminuir uma alta taxa de desistências que o seu e-commerce vem enfrentando?

Ou o objetivo é aumentar sua lista de contatos e fidelizar mais clientes?

Volto a dizer, não subestime o Facebook Remarketing. Essa estratégia é a de maior segmentação que você vai conseguir ter acesso. Aproveite isso!

Se você já tem uma campanha de anúncios no Facebook pode ser que esteja com dificuldades em entender tantas alternativas. Nos próximos tópicos vou falar sobre os dois pontos principais para que o seu planejamento de Facebook Remarketing atinja os resultados esperados.

O Brasil possui os usuários mais engajados e assíduos do Facebook. Eles criam memes, fazem campanhas e são unidos para compartilhar boas e más notícias.

Pensando nisso escolha bem qual o seu nicho de atuação.

Análise de Nicho

Escolher com que você quer se comunicar, pode intensificar essa ótima qualidade de engajamento dos brasileiros.

Se você fala de forma correta, com as pessoas certas, sobre um produto realmente útil para ela, as chances de compartilhamento e publicidade gratuita são enormes.

Para ter um posicionamento eficiente no Facebook Remarketing você deve analisar como o seu nicho tem se comportado nessa rede. Sempre aconselho meus clientes a ficarem atentos aos seus concorrentes.

Essa é uma ótima maneira de melhorar os erros e acertos de quem já colocou aquelas estratégias em prática. Você já deve saber que o links patrocinadosfuncionam como uma espécie de leilão.

E ter posicionamentos que podem lhe colocar à frente dos seus concorrentes vai ser um grande trunfo nesta competição.

Eu garanto a você que dentre os milhões de usuários do Facebook estão seus melhores e maiores clientes. Independentemente de qual seja o seu nicho.

Mas por que, então, eu devo fazer uma análise do meu nicho?

Bom, eu tenho algumas respostas:

  • Para construir uma análise SWOT mais assertiva;
  • Entender como o seu público se comunica;
  • Construir uma linguagem adequada;
  • Aprender sobre seus comportamentos, hobbies e preferências;
  • Criar a sua persona de maneira real e tangível.
  • Descobrir quais conteúdos geram mais engajamento (curtidas, comentários e compartilhamentos).

Veja esta etapa do seu planejamento como a pesquisa de mercado realizada por grandes empresas. Nenhuma marca inteligente abre uma nova franquia ou lança um produto adjacente antes de saber se tem o público necessário para isso.

A sua empresa não precisa ser grande, mas ela deve pensar como as grandes. Isso vai fazer com que você se destaque e aumente sua taxa de conversões no Facebook Remarketing.

Análise de Páginas do Site

Hoje, o Marketing Digital possui uma infinidades de ferramentas para analisar seu público, site e concorrentes. Você pode saber qual a faixa etária dos clientes em potencial, localidade, quem eles seguem e quem são seus seguidores.

Mas uma das análises que eu, particularmente, gosto muito de fazer para montar meu planejamento de Facebook Remarketing, são as páginas os usuários acessam. Aconselho que você faça isso durante seu brainstorm.

Mas por quê?

Vamos a alguns pontos bastante relevantes:

  • Descobrir quais páginas do seu site são mais acessadas. Essas são suas páginas principais e devem ser prioridade no processo de remarketing;
  • Entender quais páginas apresentam maior índice de desistência;
  • Usar ferramentas como Google Search Console para saber se o seu público tem desistido devido a erros de usabilidade. Tais como: páginas lentas, erros de imagem ou vídeo e conteúdo não compatível com dispositivos móveis;
  • Acompanhar quem são seus concorrentes;
  • Entender como seus usuários se comportam em outros sites.

O seu site deve estar em sincronia com a estratégia de Facebook Remarketing. Se ele não estiver funcionando corretamente as pessoas fisgadas pela sua estratégia não vão conseguir finalizar a compra. E, novamente, você vai investir tempo e capital de uma forma ineficiente.

E sua estratégia, claro, deve acompanhar as tendências e oportunidades do mercado.

#2 Execução da Campanha

Finalizou seu planejamento de Facebook Remarketing?

Então vamos a tão esperada parte prática.

Muitas pessoas acreditam que links patrocinados, anúncios e remarketing demandam altos investimentos para gerarem bons resultados. Na verdade, o valor investido é você quem determina.

Quando falamos sobre custo por conversão, os valores podem ser um pouco maiores, dependendo das suas escolhas de atuação. Mas, se você está começando e não quer perder dinheiro está no artigo correto.

Caso você não possua familiaridade com o Facebook ou com anúncios eu sugiro que leia alguns dos meus posts sobre o assunto antes de colocar minhas dicas em prática, ok?

E mais uma dica: não deixe para investir no seu sucesso amanhã. Seus concorrentes realmente inteligentes já estão fazendo isso.

Criação do Público Personalizado e Segmentação

Para personalizar e segmentar o seu público siga os passos abaixo:

  1. Acesse sua página comercial do Facebook;
  2. Clique em ´’Gerenciador de Anúncios’, ou em ‘Criar Anúncios’;
  3. Ferramentas;
  4. Abra a aba ‘Público’;
  5. Selecione a opção ‘Criar Público Personalizado’;
  6. Depois ‘Tráfego do site’;
  7. Agora você deve configurar suas opções;
  8. Selecione a opção ‘Qualquer pessoa que visite meu site’ (se você já tiver o pixel instalado selecione ‘Tráfego do Site’);
  9. Dentro da opção de período selecione qual o intervalo de avaliação planejado;
  10. Escolha o nome desse público, algo que seja intuitivo o bastante caso você crie outros;
  11. Clique em ‘Criar público’;
  12. E responda ‘Ok’ para continuar a configuração.

Se o pixel ainda não estiver instalado o Facebook vai avisá-lo que o pixel foi criado e que você deve agora fazer a instalação no seu site.

A segunda vez que você for criar uma campanha de Facebook Remarketing não será preciso instalar o pixel novamente e você pode selecionar a opção ‘Tráfego do Site’, ao invés de ‘Qualquer pessoa que visite meu site’.

Pixel de Remarketing no Facebook

O Pixel do Facebook é um trecho de código javascript acompanhado de uma imagem de 1×1 pixel. Ele é responsável por automatizar sua campanha de Facebook Remarketing. Mas não é uma ferramenta opcional.

Você só conseguirá dar prosseguimento na sua campanha de remarketing se instalar corretamente o pixel no seu site.

Ele será responsável por captar e armazenar, através de cookies, dados e informações sobre os usuários que acessam diariamente o seu site. O objetivo do pixel é tornar suas campanhas mais eficientes e direcionadas para o público correto.

Você vai ter acesso a alguns dados essenciais, como:

  • Número de visitantes;
  • Impressões;
  • Cliques;
  • E muito mais.

Mais para frente falarei sobre métricas importantes para sua estratégia de Facebook Remarketing, e você vai conseguir vislumbrar o quanto o pixel é importante.

Você pode estar pensando: “Não entendo nada de programação! Como vou conseguir instalar um pixel?”

Talvez essa etapa seja a mais assustadora para empreendedores que não sou profissionais de programação. Mas não desanime.

Você tem três opções de instalação:

  • Pelo processo de integração;
  • Manualmente;
  • Envio por email para um programador.

Se você tiver um programador pode terceirizar essa função, mas se esse não é o seu caso eu quero lhe ajudar a fazer isso manualmente.

Preparado?

Então vamos lá!

Fique bem atento aos próximos passo e faça exatamente conforme o manual. Caso fique com alguma dúvida deixe nos comentários abaixo.

Instalação o Pixel do Facebook na Sua Webpage

  1. Ao final do processo de criação do pixel, selecione a opção ‘Instalar código manualmente’;

  1. Você vai receber um código referente ao seu pixel, caso isso não ocorra automaticamente, selecione o ícone ao lado de ‘Público’>’Ações’>’Pixel de Visualização’;
  2. Selecione o código por completo e copie;
  3. Cole esse código entre os códigos <head> e </head>, dentro do seu site ou blog. Caso tenha dúvidas de onde colar este código procure o desenvolvedor do seu site ou cole no mesmo local do Google Analytics.

Colar o código no local adequado (cabeçalho) fará com que você não precise fazer a instalação sempre que você criar uma página nova. Dessa forma, todas as suas páginas podem ser rastreadas pelo Facebook.

Pixel Helper

Alguns usuários ficam em dúvida se o pixel foi de fato instalado, e se o fizeram de forma correta. Existe uma ferramenta de extensão que você pode instalar no navegador Google Chrome, chamada Pixel Helper que pode lhe fornecer essas respostas.

Ele avisa se o pixel foi instalado e se está funcionando corretamente. E outra funcionalidade bastante interessante é a respeito de sites que você visita. Sim, inclusive os dos seus concorrentes.

Quando você instala o Pixel Helper no Google Chrome, ele analisa todo site que você visita, incluindo o seu, e avisa se aquela página tem instalado o pixel de remarketing do Facebook e se ele está ativo.

Depois de instalado o Facebook Pixel Helper ele ficará sempre ativo na sua barra de navegação. Ele ficará azul quando aquele determinado site usar o Facebook Remarketing. Como na figura abaixo:

E ficará “apagado” quando o site não usar a ferramenta ou ela estiver com problemas.

Otimizações Necessárias

Bom, depois da criação e instalação do pixel você pode colocar sua campanha de Facebook Remarketing em prática. Mas antes é necessário preencher algumas informações específicas.

Você deve sinalizar como quer que o Facebook faça o rastreamento das suas páginas.

Quando mencionei sobre como criar o pixel, falei que a aba de público poderia ficar selecionada para todos que visitam o seu site, agora é o momento de alterar isso. Afinal, se um cliente em potencial efetivou a compra daquele produto não é muito inteligente que você anuncie a mesma coisa novamente, certo?

Você vai investir capital sem retorno e vai enviesar suas métricas. Portanto, pode selecionar a opção “Pessoas que visitam páginas da internet específicas, mas não outras” e excluir aquelas que não são interessantes para você.

Para isso preencha o campo ‘incluir’ com a URL do endereço que você quer que apareça no remarketing e em ‘excluir’ para sinalizar qual página o usuário não pode ter visitado para receber esses anúncios.

Procure excluir as páginas de finalização de compra ou de agradecimento.

Caso você já tenha preenchido o período e nome basta clicar em ‘Criar público”

O Facebook pode demorar algum tempo para rastrear as informações e fornecer resultados, dependendo do seu tráfego esse tempo pode ser maior ou menor. E, claro, existe um número mínimo de 20 visitantes para que haja dados suficientes para os relatórios.

Duas dicas fundamentais para otimizar seu site:

  • Mantenha sua identidade visual e
  • Utilize textos de anúncios arrasadores, seja provocativo, divertido, informativo ou polêmico. Mas cause alguma emoção no usuário, eu garanto que a sua estratégia será muito mais eficiente.

#3 Métricas da Campanha Que Você Deve Analisar

Sim, chegamos a uma das partes que eu mais gosto. Não por ser a mais simples, muito pelo contrário. Mas é aquela que sinaliza que você está andando para o lado correto e se seus resultados estão como o planejado.

A análise de qualquer estratégia de Marketing é tão importante quanto o planejamento e a execução. Afinal, uma estratégia planejada e executada de uma forma correta, mas que na prática não foi eficiente é só mais um prejuízo se você não souber como consertá-la, certo?

Eu sempre digo que com tantas ferramentas de automação e otimização é um enorme desperdício não fazer a análise das métricas e criar campanhas cada vez mais arrasadoras.

Profissionais que aceitam os resultados sem procurar saber mais sobre eles vão ser passados para trás rapidamente. Tenho certeza que você não quer se um desses, então quero lhe mostrar quais métricas devem atrair sua atenção e o que elas significam.

Número de Alcance

Confesso que essa não é minha métrica favorita, mas muitas pessoas acreditam que ela é a mais importante. O alcance de um anúncio, dentro do Facebook, é quantas vezes ele apareceu para os usuários.

O Facebook fornece uma média e, também, essa informação por publicação. Mas ela não representa o número de pessoas que, realmente, olharam e leram essa publicação. Portanto, não utilize como métrica de sucesso, ok?

Frequência

Essa é uma das métricas mais polêmicas dentro do Facebook Remarketing. Alguns profissionais acreditam que devem vencer seus clientes em potencial pelo cansaço. Mas será que isso é interessante a longo prazo?

Vamos ser sinceros, ninguém gosta de receber uma proposta dezenas de vezes em sua timeline do Facebook. É preciso ter bom senso e saber o limite entre ser incisivo e ser invasivo.

A frequência é o número de vezes que o seu anúncio vai aparecer para aquele usuário específico. Na prática, uma frequência que extrapole o aceitável pelo usuário pode afetar sua campanha de diversos modos negativos. Veja abaixo:

  • O usuário pode se irritar a ponto de criticar sua marca nas redes sociais e nos comentários dos seus posts;
  • Ele pode marcar sua campanha como não relevante;
  • O custo por clique pode aumentar;
  • E o CTR diminuir consideravelmente.

Não existe um número perfeito, afinal isso pode variar com o estilo de campanha, o público-alvo e o produto que você oferta. Mas a minha sugestão é que você não ultrapasse de 3 ou 4 vezes diárias.

Se você não conseguiu atingir os resultados esperados crie um novo anúncio ou faça novas ofertas. Não permita que seus clientes em potencial cansem de você.

Ações

As ações são suas expectativas comportamentais em relação aos clientes em potencial. Ou seja, o que você espera que ele faça ao receber o seu anúncio.

Se a sua campanha é para aumentar a rede de contatos, a ação esperada é que o usuário forneça um email ou telefone de contato. Se você precisa de visualizações no Youtube, a expectativa é que ele clique no seu link e assista por determinado tempo aquele vídeo.

E assim por diante. Se o objetivo é visitas, cliques ou vendas finalizadas, essas são as ações que você espera do seu público. O número de ações que um anúncio gerou é a métrica que você deve ficar atento.

Mas não se baseie nesse número de forma global. É fundamental analisar o número de ações em conjunto com o custo por ação e o seu investimento naquela campanha.

Um número alto de ações, mas um custo maior ainda pode não ser o seu objetivo, não é mesmo?

Cliques

Logo que as empresas perceberam a força da internet, o número de cliques era o que mensurava se alguém estava tendo sucesso ou não. E naquela época essa visão era correta. Mas, com o tempo, algumas pessoas começaram a produzir resultados fakes.

Se o seu anúncio visa só aumentar o número de curtidas da página do Facebook, eu não acredito que a quantidade de cliques seja uma métrica muito relevante. Fique mais atento a métrica “cliques no link”.

CTR

CTR é a taxa de cliques, ela acaba sendo mais relevante do que a anterior. Afinal, um CTR abaixo do esperado pode sinalizar que o seu método de captura não está cativando o leitor.

Alterar o CTA, o título ou a imagem do seu anúncio podem ser boas alternativas para entender o comportamento do CTR.

CPC

Se você trabalha com links patrocinados, essa sigla deve ser bastante familiar, o CPC significa custo por clique. Ou seja, é o valor médio que você desembolsa por cada clique no seu link.

Analise o CPC em conjunto com o CTR.

ROI

O ROI é o retorno sobre o investimento. Ele sinaliza se aquela campanha está realmente lhe trazendo benefícios financeiros. E este dado deve pesar consideravelmente na hora de formular novas estratégias de Facebook Remarketing.

Se ele estiver abaixo de 80%, eu sugiro que você reavalie alguns itens da sua estratégia.

Benefícios do Facebook Remarketing

Tenho certeza que a essa altura do artigo você já percebeu que uma campanha de Facebook Remarketing pode aumentar significativamente suas vendas e diminuir as taxas de desistência.

Mas, caso você ainda tenha alguma dúvida se deve mesmo usar o remarketing eu devo salientar alguns pontos que podem lhe convencer disso.

Para que você possa compreender os benefícios do remarketing, eu quero lhe explicar alguns pontos. Se você me segue há algum tempo sabe o quão importante é nutrir e fornecer conteúdo de alto valor para os clientes em potencial, certo?

Se você colocou essa minha regra de ouro em prática deve ter percebido que essa função não é exatamente fácil, e tão pouco rápida. Você precisa investir conhecimento, atenção, estudo e muito, muito tempo.

Mas por que fazemos isso?

Para preparar o cliente em potencial, afinal ele precisa entender que tem uma necessidade, precisa descobrir que você tem a solução e decidir que o seu produto é a melhor escolha.

E o remarketing? Bom, você já consegue conversar com um lead de qualidade, certo?

Posto isso vamos aos benefícios.

Abordar Carrinhos Abandonados

Existem algumas formas de se fazer remarketing, uma delas é abordar pessoas que entraram no seu site, colocaram os produtos no carrinho, mas por algum motivo não finalizaram a compra.

Para nós empreendedores, isso é uma das piores coisas dentro do processo de vendas. E, acredite, isso ocorre com mais de 60% dos clientes de e-commerces.

A frustração é compreensível, afinal, todo o seu esforço não trouxe resultados no curto prazo. Pode ser que esse cliente em potencial volte em algum momento?

Sim, mas com o Facebook Remarketing você encurtar esse período.

Com o remarketing você pode dar uma nova oportunidade para aquele usuário finalizar a compra.

Se a desistência foi por algum erro do seu site, queda de conexão, ou porque simplesmente ele não tinha o cartão de crédito em mão, essa segunda oportunidade será muito assertiva.

Oferecer preços promocionais ou frete grátis para os produtos do carrinho também é uma ótima estratégia. Afinal, todo mundo tem uma margem para negociar, e esse cliente merece uma atenção especial, certo?

Possibilidade de Cross Selling

Conversar com um cliente que já efetuou uma compra e oferecer algum produto complementar é outro benefício do remarketing. Não são todas as pessoas que visitam o site todo a procura de produtos que goste.

Muita gente seleciona e compra algo que precisa muito e não pensa em adquirir algo complementar. Por exemplo, Otávio precisava muito de um caixa de ferramentas, por mais que a sua furadeira estivesse velha e falhando ele não pensou nisso no momento da compra.

Se você conseguir selecionar o Otávio como um público do Facebook Remarketing e avisá-lo de que uma nova furadeira seria uma ótima ideia, ele pode fazer uma nova compra e ainda virar um cliente fiel da sua empresa.

Redução de Custos de Marketing

Pesquisas realizadas pelo Google e por muitas empresas especializadas no assunto, confirmam que estratégias de remarketing podem diminuir significativamente seu CPA. A variação pode chegar até a 50%

Os custos diminuem por algumas razões, veja algumas delas:

  • O cliente em potencial já é um lead qualificado;
  • Os setores de vendas e marketing sabem exatamente com quem estão conversando;
  • Você pode acompanhar seu público nas redes sociais, e saber exatamente o que eles procuram;
  • O Facebook fornece dados de concorrentes, você pode aproveitar as oportunidades e minimizar algumas ameaças antes que elas tenham efeitos negativos.

Alavancar o ROI

Todo empreendedor gosta de cortes e redução de custos, certo?

Mas eu preciso alertá-lo sobre algo. Não é sempre que altos custos significam altos prejuízos. Algumas estratégias onerosas podem ser as que mais geram resultados para a sua empresa.

Não é à toa que grandes empresas fazem campanhas megalomaníacas às vezes. Eles sabem que alguns resultados valem aquele gasto. Por isso, se preocupe com os gastos, mas fique muito atento ao retorno das suas estratégias.

O remarketing é uma dessas estratégias que valem o investimento.

Conclusão

Pronto para criar uma campanha de Facebook Remarketing que vai alavancar sua taxa de conversão?

Com esse manual de remarketing eu acredito que você tem tudo o que precisa em mãos. Fiz questão de elencar todos os benefícios que você pode conseguir ao conversar diretamente com um cliente em potencial que já esteve na sua loja online.

Mas também realcei sobre alguns cuidados que você deve tomar com essa estratégia. Não dê motivos para que os usuários se cansem de você, ou fiquem constrangidos com a sua insistência.

Um anúncio que aparece a todo momento na timeline é como aqueles vendedores que colocam produtos nas mãos do cliente mesmo quando eles não querem.

Lembre-se a frequência pode matar a sua estratégia de remarketing. Não seja este vendedor chato, certo?

Afinal, você quer que ele volte e tenha uma boa experiência dentro do seu e-commerce.

Siga o passo a passo da configuração, instalação e criação da campanha de Facebook Remarketing e não se esqueça do planejamento, certo?

A segmentação só será um ponto positivo do Facebook se você tiver feito um planejamento correto.

E não subestime ou superestime seus resultados, ensinei durante o artigo algumas métricas que você precisa ficar atento, mesmo que a sua estratégia tenha, aparentemente, atingido os resultados esperados.

Se você já colocou minhas dicas em prática conte-me nos comentários quais foram os seus resultados. E se você ficou com alguma dúvida sobre um dos tópicos acima fique a vontade para me perguntar.

Obrigado por ler até aqui!

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/facebook-remarketing/

Comentários

comentários

Share This