O mundo mágico digital
23 de abril de 2018
16 Dicas Poderosas de Marketing para Usar no Facebook - teknabox
16 Dicas Poderosas de Marketing para Usar no Facebook
26 de abril de 2018

Guia 80/20 Para Solução de Problemas no Seu SEO Local

Guia 80_20 Para Solução de Problemas no Seu SEO Local - teknabox

Atualmente, é possível encontrar uma quantidade enorme de informações de marketing sobre praticamente qualquer tópico.

O que também significa que a busca por informações realmente úteis é mais longa.

E quando você a realizar, ainda precisará responder a uma pergunta:

Como adequar todas essas informações à sua estratégia de marketing?

Mesmo que você saiba o que está fazendo, essa é a parte mais complicada.

Por sorte, existe um hack para facilitar essa busca e encontrar informações úteis e poderosas sobre o seu SEO local.

É a Regra 80/20.

Neste post, eu vou te mostrar como usar essa regra para otimizar o SEO do seu site sem precisar de ajuda profissional.

Eu vou te mostrar o que é a Regra 80/20 e falar sobre as formas práticas de usá-la.

Vamos começar definindo e simplificando a regra para que você entenda como ela funciona.

O que é a Regra 80/20 e qual é a relação dela com o SEO?

Não é segredo que o SEO pode ser complicado quando você não entende do assunto.

Você pode perder tanto tempo considerando os detalhes do código do seu site ou tentando criar backlinks, que acaba ignorando o que pode te ajudar imediatamente.

É por isso que a Regra 80/20, também chamada de Princípio de Pareto, é tão poderosa.

Basicamente, ela diz que 20% do que é investido é responsável por 80% dos resultados obtidos.

Isso quer dizer que existem alguns poucos elementos nos quais você pode se focar para melhorar o seu SEO drasticamente.

E a melhor parte é que esse princípio pode ser usado em praticamente qualquer indústria.

Aqui está uma representação simplificada de como a teoria funciona.

80 20 simple 550x420

Então estamos buscando pelos 20% de ações de SEO local que trazem os maiores ganhos.

E isso quer dizer que precisamos falar um pouco sobre o SEO local de forma geral.

SEO local é quando você verifica cada elemento do seu site, individualmente, e os otimiza para a análise de um mecanismo de busca.

É o oposto do SEO off-site, como, por exemplo, backlinks.

SEO local verifica tanto o HTML da sua página, quando o conteúdo dela.

Ele foi criado para ajudar os visitantes do seu site a compreenderem suas páginas rapidamente e resolverem os problemas que eles possam ter.

Então, eu quero responder uma pergunta:

Quais 20% dos meus esforços de SEO local trazem 80% do meu tráfego?

Manter seu foco nesses elementos vai te dar a melhor forma de resolver os problemas do seu SEO e otimizar o seu site.

E isso significa que você terá mais tráfego de pesquisa orgânica, reconhecimento de marca e conversões.

Antes de começar, eu preciso te avisar de que a maior parte desse hack será voltado a otimização para o Google.

Isso porque o Google domina o mercado de Mecanismos de Busca por uma margem enorme.

pasted image 0 1004

Otimizar o seu site para o Google significa que ele estará melhor adaptado para todos os outros.

E como o Google está sempre mudando as demandas de SEO, encontrar algumas características para manter otimizadas é o único plano de longo prazo do qual você realmente pode depender.

google changes

Então comece a buscar os 20% de elementos que te trarão os melhores resultados de SEO local.

Comece com as palavras-chave e os títulos.

Comece com suas palavras-chave e seus títulos

Você sempre precisará de palavras-chave.

E você sempre estará tentando criar títulos atrativos.

Mas com qual frequência você tenta juntar esses dois conceitos?

Porque isso faz parte dos 20% do seu SEO em que você precisa se focar.

Quando os experts de SEO do Yoast realizaram um teste com seus títulos, descobriram que fazer pequenas melhorias trouxe 30% a mais de tráfego para o site deles.

wordpress security improved title 600x212

Você pode ver acima que, exceto por uma pequena queda, eles viram um aumento.

O que eles fizeram para conseguir isso?

Eles colocaram palavras-chave em seus títulos.

E tentaram, o máximo possível, colocar a palavra-chave no começo do título.

Isso significa que a palavra-chave é a primeira coisa que o Google e o público veem.

Dessa forma, não restam dúvidas sobre o conteúdo do artigo que está sendo publicado, tornando o processo muito mais fácil para todos.

Como resultado, eles obtiveram mais cliques e os visitantes passavam mais tempo no site.

Mas como encontrar as palavras-chave certas?

Eu recomendo o uso de serviços como o Keyword Explorer do Moz.

serp

Ele pode te ajudar a encontrar palavras-chave competitivas na sua indústria pelas quais você pode ranquear.

E ele até mesmo te oferece o link do seu concorrente, para que você saiba o que precisa superar.

É uma das formas mais fáceis de otimizar o seu tempo e manter o foco na melhoria dos 20%.

Assim que você determinar a sua palavra-chave, é hora de otimizar a combinação dela com o título.

Se você prefere fazer isso manualmente, aqui está um trecho útil de um infográfico pelo Backlinko:

seo title

Como você pode ver, eles recomendam começar com a palavra-chave, como discutimos.

Eles também recomendam otimizar o seu URL mantendo ele simples e incluindo a palavra-chave.

Também é possível adicionar modificadores para te ajudar com os rankings de versões de cauda longa.

E certifique-se de colocar o seu título em uma tag <H1>.

Tudo isso vai garantir que a sua página esteja otimizada para a análise dos mecanismos de busca e seja facilmente encontrada pelo seu público.

Também é recomendado manter o seu título com menos de 60 caracteres, se possível.

E eu ainda recomendo consultar as diretrizes do Google em busca de dicas para criar títulos fortes, caso você esteja em dúvida.

Entretanto, nem sempre é necessário otimizar esse processo de forma manual.

Para aqueles que usam um site do WordPress, também é possível instalar o plugin de SEO do Yoast.

É uma forma simples de verificar o seu SEO e se certificar de que não se esqueceu de nada ao publicar seu conteúdo.

Ele aparece da seguinte forma:

yoast 1

Com você pode ver, ele fornece uma imagem de como a sua página vai aparecer no Google, assim como uma análise do quão otimizado está o seu post.

Nesse caso, nós precisaríamos inserir a palavra-chave principal que pesquisamos.

Digamos que nesse caso nós usamos algo simples: liderança de pensamentos.

Agora, precisamos nos certificar de que nosso título está otimizado com a palavra-chave, é atrativo e possui o comprimento certo.

thought leadership

Obviamente, usar apenas “Liderança de Pensamentos” é muito curto e não é atrativo.

Vamos aumentar ele.

thought leadership 2

Agora que está mais longa e mais interessante, precisamos verificar se ela não é longa demais e, ainda, revisar nosso URL.

Desça a página até a ferramenta do Yoast e clique em editar snippet.

edit snippet

Sua janela será expandida da seguinte forma:

too long

E agora podemos ver que ainda temos um problema em nosso título. Ele é muito comprido, então não cabe de forma exata no snippet do Google.

Vamos arrumar isso.

thought leadership 3

Agora temos um título que possui todos os elementos essenciais de SEO.

Ele foi verificado pelo Yoast e nós podemos seguir em frente.

Edite o seu URL mudando o Slug:

slug

E está pronto. Agora vamos falar sobre o seu conteúdo.

Otimize o seu conteúdo

O conteúdo da sua página é o que, essencialmente, determina sua posição nas pesquisas.

É ele que o seu visitante quer ver, o que faz com que ele seja muito importante para o crawler de um mecanismo de busca.

Então, criar um conteúdo otimizado precisa estar dentro dos 20% mais importantes para obter resultados.

Então, como é um bom conteúdo?

De acordo com o Kissmetrics, ele é baseado em três coisas:

Acessibilidade, foco no tópico e qualidade.

Ele precisa atender às necessidades do seu público, ter uma leitura boa e ser fácil de se compartilhar.

Essencialmente, o seu conteúdo está inserido no que o Google chama de “Tempo de permanência” ou tempo no site.

Se alguém clicar no botão de voltar ou sair da página imediatamente, o Google interpreta como um sinal de conteúdo de má qualidade.

Mas se o visitante permanecer no seu site por bastante tempo, o Google o posicionará no ranking de forma favorável.

A solução é criar conteúdos longos, que engajam o visitante.

Aqui está mais uma parte do infográfico do Backlinko:

content time

Como você pode ver, o foco deve ser criar conteúdo com uma alta contagem de palavras que consiga um longo tempo de permanência.

Eu gosto de recomendar a criação de posts com 3,000 palavras ou mais.

E uma pesquisa do Hubspot apoia essa afirmação muito bem.

BLOG Word Count vs Ave Organic Traffic

Eles descobriram que conteúdos mais longos sempre conseguem mais tráfego orgânico.

Isso significa que eles estavam em posições mais altas nos rankings dos mecanismos de busca.

E é disso que se trata o SEO, certo?

Mesmo que demore mais para criar conteúdos mais longos, com mais palavras, certamente é algo que vai te trazer resultados melhores.

Se você está usando a ferramenta de SEO do Yoast, pode verificar sua contagem de palavras na seção de análise no final da página.

word count

Nesse caso, você provavelmente deveria gastar um pouco mais de tempo criando uma maior contagem de palavras.

Lembre-se de criar conteúdos que podem ser compartilhados e que atendam às necessidades do seu público.

Assim que estiver em uma posição boa o suficiente, é hora de seguir para o próximo passo: links internos e externos.

Use links internos e externos

Eu já percebi que essa é uma área que não recebe muita atenção dos criadores de conteúdo.

E acho que isso é um erro.

Porque ela realmente melhora o seu SEO e, por isso, está inclusa no meu guia 80/20.

Neste post do Kissmetrics, eu dei uma explicação detalhada sobre como links internos ajudam o SEO.

Mais especificamente, eu argumentei que os links internos ajudam os usuários a navegar no seu site.

internal linking

Ao fornecer o link de conteúdos relevantes do seu próprio site, você fornece um atalho para o seu visitante e permite a ele descobrir mais sobre o que você tem a dizer sobre um determinado tópico.

Fazer isso não só os ajuda a aprender mais sobre o tópico, como também faz com que eles te percebam como um expert da sua indústria.

Além disso, links internos ainda auxiliam os mecanismos de busca a definir a arquitetura do seu site.

Ao seguir os links internos que você fornece, o Google consegue compreender melhor o conteúdo do seu site.

Isso significa que aumentar a quantidade de conteúdo e de links internos vai melhorar a sua autoridade para o Google.

Não só isso, como links internos também mostrarão a distribuição da autoridade de página e do poder de ranking pelo seu site.

Isso quer dizer que você pode criar links internos para conteúdos “definitivos” específicos, que serão priorizados pelos algoritmos de ranking do Google.

Mas não se esqueça dos seus links externos:

use links

Links externos relacionados ao seu tópico trazem dois benefícios.

Primeiro, eles ajudam o Google a melhor determinar sobre o que é o seu conteúdo.

E segundo, eles trazem credibilidade para o seu conteúdo aos olhos do público.

O que significa que você terá mais visualizações e uma maior taxa de visitantes que retornarão ao seu site quando forem postados conteúdos novos.

Em outras palavras, links externos te ajudam a gerar liderança de pensamentos.

Mesmo sendo uma tarefa bastante simples, há uma forma checar duplamente o seu trabalho com a ferramenta de SEO do Yoast no WordPress.

links

Como você pode ver, a seção de análises da ferramenta te avisa quantos links internos e externos existem em seu artigo.

É recomendado pelo menos um de cada, mas ter mais é definitivamente melhor.

Eu prefiro ter, pelo menos, três links internos, talvez mais.

Um elemento adicional a se considerar no seu conteúdo com o Yoast está relacionado com o que eu falei antes sobre conteúdo definitivo.

O Yoast ajuda a mostrar para o Google qual conteúdo deve ser priorizado.

cornerstone content

Eu recomendo selecionar essa opção para os seus melhores artigos, mas apenas alguns deles.

Esses são artigos longos e detalhados que você realmente deseja que seus visitantes vejam.

Fazer isso vai empurrar o seu conteúdo para o topo da lista e te ajudar a melhorar o seu SEO local de forma significativa.

Crie imagens poderosas, que engajam 

O uso de imagens pode melhorar as conversões do seu site, e o seu SEO, de forma considerável.

Ao tocar nas emoções dos seus visitantes e seus desejos por estimulação visual, você pode atrair mais visitantes para o seu site.

O que significa deixar de lado as imagens entediantes  de banco de imagens e usar aquelas que engajam e educam.

Você também deve se certificar de que as imagens estão otimizadas para carregar rapidamente e para uso mobile.

Se as suas imagens são muito grandes ou estão no formato errado, podem deixar seu site mais lento.

PNGs usualmente carregam mais rápido como gráficos, enquanto JPEGS funcionam bem como fotografias quando comprimidas para a Internet.

Você também pode usar CSS sprites para combinar suas imagens em uma única que carrega de uma só vez.

Todos esses métodos melhoram a velocidade do seu site, fazendo com que seu visitante possa navegar nele mais rapidamente.

Se você possui muitas imagens grandes no seu site, eu recomendo o uso de serviços como o JPEGmini para reduzir o tamanho do arquivo.

jpeg mini

Como você pode ver no exemplo acima, ele não afeta a qualidade geral da imagem.

Mas faz com que seja muito mais fácil carregar ela.

O que mais você pode fazer para otimizar suas imagens?

De acordo com o Yoast, há diversas opções:

  • Use o nome de arquivo correto.
  • Certifique-se de que o tamanho da imagem ajuda o SEO.
  • Use imagens responsivas.
  • Reduza o tamanho do arquivo.
  • Inclua legendas e alt text.
  • Use o alinhamento correto de texto/imagem.

E a lista continua.

O principal elemento para se lembrar é que você não está usando imagens apenas para o seu público, está usando imagens para o Google, também.

Incluir uma palavra-chave no alt text da sua imagem vai ajudar o Google a “vê-la” e colocá-la no ranking de acordo com isso.

Digamos que você esteja tentando incluir um alt text em uma imagem no site WordPress.

Encontre a imagem no seu post e clique sobre ela.

Você verá um menu como este:

create alt text

Ao clicar no botão de editar na parte superior, você verá a seguinte página:

alt text

Na caixa destacada que diz “Texto Alternativo”, escreva uma breve descrição que inclui a sua palavra-chave.

É como escrever um URL. Seja breve e objetivo.

Agora, quando o Google analisar o seu site, ele saberá sobre o que é a imagem.

Você também deve incluir imagens responsivas a uso mobile.

Isso vai garantir que você não está perdendo a parte do público que acessa o seu site em um smartphone ou tablet.

De maneira geral, você estará fornecendo uma maior velocidade para o seu público.

Além disso, o Google poderá indexar o seu site corretamente, o que significa que ele ficará melhor colocado nos rankings das palavras-chave certas.

Mas não use imagens demais, pelo menos é o que diz o Google.

images per page conversions

As imagens erradas ou em excesso podem prejudicar as suas conversões de forma negativa se você não tiver cuidado.

Novamente, a ferramenta de análise do Yoast é útil para usuários do WordPress:

images

Ao te lembrar de incluir imagens relevantes, você não vai publicar acidentalmente um artigo sem elementos visuais.

A ferramenta também te lembra de verificar as alt tags da sua imagem:

alt text 1

Será difícil encontrar uma ferramenta mais intuitiva para te ajudar com o seu trabalho com SEO.

Mantenha a velocidade do seu site alta

O último conselho que eu dou para o seu trabalho com a Regra 80/20 é sobre a otimização da velocidade do seu site.

A velocidade do site faz parte dos algoritmos de ranking do Google desde 2010.

E isso quer dizer que provavelmente estará sempre presente.

Até mesmo o próprio Google já verificou que uma diferença de dois segundos pode aumentar sua taxa de rejeição.

full site load time bounce rate

O que significa que o tempo de permanência no site é menor e isso é ruim para o SEO.

Então vemos imediatamente a necessidade de melhorar a velocidade do site.

E isso, infelizmente, se aplica à maioria de nós.

A maior parte dos nossos sites não é rápida o suficiente e o Google percebe.

site speed2

Se o nosso objetivo é carregar o site em 4.5 segundos, mas a menor média que conseguimos é de 7.9 segundos, temos muito trabalho pela frente.

E se você não quer acreditar no Google, algumas pesquisas independentes também descobriram que sites mais lentos usualmente são malvistos pelos usuários.

site speed

Perder 75% do tráfego de retorno é um preço alto demais para qualquer um.

E você pode estar certo de que o Google leva em conta esse tipo de queda para o seu SEO.

Então como descobrir a velocidade do seu site?

Um jeito é testar ela com o PageSpeed Insights do Google.

page speed

Ele te permite inserir páginas específicas do seu site e oferece uma análise da velocidade delas em um navegador da web.

Se a página tem um desempenho ruim, você será avisado imediatamente.

Dessa forma, você pode realizar os passos necessários para melhorar a situação.

Para a versão mobile do seu site, eu recomendo realizar o teste no Think com o Test My Site do Google.

test mobile speed

Essa ferramenta vai te dar uma visão geral do desempenho do seu site mobile com a pior conexão 3G possível.

Se o seu site carregar em até quatro segundos com a menor velocidade possível, pode estar certo de que ele carregará ainda mais rapidamente com uma boa conexão.

De qualquer forma, você terá uma ferramenta de diagnóstico que te diz o que pode ser melhorado.

Se você não quer usar nenhuma delas, pode fazer seu time testar o site com este código aberto do Github.

De acordo com o Google, ele responde perguntas como:

  • Quais fatores mais influenciam as métricas de negócios?
  • Em quais métricas de desempenho eu deveria me focar?
  • Quanto mais rápido meu site precisa ser para ter um impacto mensurável nas conversões e taxa de rejeição?

Mas como melhorar a velocidade do seu site?

Essa é a pergunta importante.

Você tem algumas opções.

Uma delas é contratar um serviço mais rápido de hospedagem.

Como isso ajuda?

O tempo de resposta do servidor pode ser um gargalo no tempo do carregamento do seu site pelo excesso de tráfego e isso está fora do seu controle.

Contratar um servidor mais rápido pode eliminar esse gargalo e melhorar a velocidade do site.

Ou você pode usar um aplicativo como o Gzip para comprimir o tamanho dos seus arquivos HTML, CSS e JavaScript para melhorar a velocidade.

Isso quer dizer que há menos elementos para carregar.

Também é possível otimizar o código do seu site, removendo os caracteres desnecessários e elementos inutilizados.

Outro método seria usar cache de navegador para que quando um usuário retornar ao seu site, ele não precise carregar a página inteira novamente.

Qualquer método que você escolha, encontrar uma forma de melhorar a velocidade do site sempre vai ajudar o SEO.

Então, eu acho essencial incluir isso no seu trabalho com a Regra 80/20.

Conclusão

Eu espero que você possa perceber quão importante é a Regra 80/20 para o seu SEO local.

Ao focar em métodos que funcionam melhor, você vai perceber os resultados que deseja.

Otimizar suas palavras-chave e títulos vai ajudar o Google a saber exatamente o que existe na sua página.

Isso também vai te colocar em uma boa posição na competição pelo melhor ranking.

Usar links internos e externos da forma certa vai ajudar a sua reputação e fornecer um mapa para o crawler do Google.

Imagens poderosas vão inspirar o seu público e incentivar o engajamento.

Enquanto isso, o Google poderá obter mais detalhes sobre seus posts e o tempo de permanência.

E tirar um tempo para otimizar a velocidade do seu site vai manter suas taxas de rejeição baixas e taxas de retorno altas.

Todos esses elementos são facilmente realizáveis e não demandam uma enorme quantidade de tempo.

Eles vão melhorar o seu SEO e permitir que você mantenha seu foco em outras partes do marketing digital.

Quais elementos da sua estratégia de SEO te trouxeram os melhores resultados?

Fontes: https://neilpatel.com/br/blog/guia-80-20-para-seo-local/

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Orçamento