https://neilpatel.com/br/blog/como-fazer-seo-para-e-commerce - teknabox
SEO Para E-commerce: Como Ultrapassar 1 Milhão Em Vendas
10 de julho de 2018
Facebook Ads para E-Commerce: 20 Dicas para Gerar Mais Vendas -teknabox
Facebook Ads para E-Commerce: 20 Dicas para Gerar Mais Vendas
14 de julho de 2018

Marketing de Conteúdo para E-Commerce: 15 Maneiras de Começar

Marketing de Conteúdo para E-Commerce: 15 Maneiras de Começar - teknabox

Se você tem um site e-commerce de sucesso, sabe que as conversões são a chave para a sobrevivência.

Primeiro, é preciso construir o tráfego para sua loja. Depois, você precisa converter esse tráfego em leads e vendas.

Afinal, o tráfego é essencial, mas não paga as contas.

Sem conversões, a sua loja não vai sobreviver, não importa quantas pessoas a estão visitando.

O marketing de conteúdo para e-commerce pode aumentar a sua taxa de conversão em até seis vezes!

taxa de conversão média com marketing de conteúdo é 2.9%, comparado a apenas 0.5% nos sites que não o utilizam.

pasted image 0 427

Por que o marketing de conteúdo para e-commerce melhora as conversões?

O conteúdo permite que você se conecte com seus clientes.

Clientes anseiam por conexões. Eles querem se sentir engajados.

Se você fizer um bom trabalho se conectando, isso vai aumentar o seu engajamento e fidelidade de marca, o que vai impulsionar conversões e aumentar as vendas.

pasted image 0 418

Se você ainda não está usando marketing de conteúdo para seu e-commerce, não se preocupe.

Eu irei mostrar 15 maneiras para você começar!

1. Comece escolhendo um tipo de conteúdo

Não perca tempo, dinheiro e energia tentando lidar com todos os tipos de conteúdo por todas as plataformas.

A forma mais rápido de se começar é escolher uma coisa.

Um tipo de conteúdo. Uma plataforma.

Qual será a melhor vai depender do seu produto, serviço, nicho de mercado e tipo de consumidor.

Entretanto, se você estiver no prejuízo, comece com conteúdo de email.

74% dos profissionais de marketing mais sucedidos do B2C estão usando o email como o canal principal de distribuição de conteúdo.

pasted image 0 422

Por quê?

Porque funciona!

O email marketing continua a proporcionar o maior retorno de investimento.

Quer diminuir seu foco ainda mais?

Emails automatizados funcionam melhor do que manuais. Emails automáticos de boas-vindas, emails promocionais e emails de eventos são as formas mais comuns de marketing de conteúdo de email.

pasted image 0 431

Começando uma nova venda, campanha ou promoção?

Uma ótima forma de gerar tráfego e impulsionar as vendas é enviando email para clientes antigos para informá-los.

Afinal, você sabe que essas pessoas gostam dos seus produtos ou serviços.

Mas e se você não tem nem ideia de como criar campanhas de email marketing automatizadas?

Para iniciar o mais rápido possível com o marketing de conteúdo para e-commerce, escolha um meio com o qual você se sente mais confortável.

Se não for o email, não tem problema!

Você sabe como adicionar uma seção de blog no seu site e-commerce e escrever posts?

Ou você já está acostumado a fazer vídeos do YouTube? Faça mais!

Você cria clipes de áudio há décadas? Considere fazer um podcast!

Escolha qualquer um que você acredite conseguir manejar facilmente. Abaixo estão exemplos de alguns meios de conteúdo usados por profissionais de marketing B2C.

pasted image 0 423

Quando você começar a ver algum sucesso e tiver um bom controle naquele meio escolhido, aí você pode começar a se desdobrar para outros.

Sempre é possível transformar uma peça de conteúdo de um meio para outra plataforma.

Por exemplo, você pode transformar um post de blog em um podcast ou em um vídeo do YouTube mais tarde.

2. Criar guias de produtos ou serviços para os seus clientes

Escolher como compartilhar seu conteúdo é uma decisão. A outra é decidir o que compartilhar.

Um jeito rápido e fácil de começar é criando guias para seus clientes.

Forneça recursos sobre como usar, montar ou arrumar seus produtos. Ofereça detalhes aprofundados sobre os serviços que você oferece.

Criar um conteúdo para seus clientes que forneça informações e responda perguntas é um ótimo jeito de construir confiança.

Também pode ajudar a movê-los pelo funil de compras para a fase pronto-para-comprar. E também é um bom jeito de compartilhar informações sobre atualizações de produtos para manter os clientes.

pasted image 0 426

Certifique-se de usar esses guias como um lugar para educar os clientes.

Não use os guias como um lugar para fazer vendas!

Os guias devem ser usados para mostrar ao seu público que você se importa sobre educá-los e ajudá-los a tomarem decisões melhores.

E certifique-se de sempre incluir itens visuais.

Os clientes querem ver como as coisas funcionam e como elas se parecem. Elas querem poder visualizar como usar e cuidar de produtos.

baubax

Um ótimo jeito de combinar informação e o visual em um guia é criando um infográfico.

As pessoas amam infográficos.

Se você criar um ótimo, as pessoas irão compartilhá-lo.

Isso gerará links de volta para você e te ajudará a aumentar seu alcance a novos potenciais clientes.

3. Crie vídeos de produtos ou serviços para mostrar o que você oferece

As pessoas são orientadas visualmente. Então não deve ser surpresa para você que minha próxima sugestão seja usar vídeo.

Existem diversas maneiras de usar marketing de vídeo para o seu site e-commerce.

Você pode usar campanhas de anúncios curtas, webinars aprofundados, cursos online ou qualquer coisa entre isso.

Crie uma campanha de anúncio viral.

Primeiro, tenha como alvo um comprimento que corresponda ao seu meio.

pasted image 0 425

E então certifique-se de que a campanha de anúncio atraia. Se você quer que se torne viral, deve ser cativante e deve se destacar do resto.

Um exemplo perfeito são os vídeos do Metro Trains: Dumb Ways to Die.

dumb ways to die

A sacada deles?

Ilustrar formas idiotas de morrer, seja caindo numa plataforma de trem ou entrar na frente de um trem.

Aqui estão algumas ideias que eles colocam nos vídeos:

  • Se esconder em um secador de roupas
  • Comer comida velha sem refrigeração há duas semanas
  • Enfiar um garfo na torradeira

Eles criaram a mensagem subliminar de que pular na frente de um trem se aproximando é estúpido. É tão estúpido que está perto de vender seus rins na internet.

O humor negro e a ideia original fizeram a campanha deles decolar.

Ofereça um curso online

Webinars e cursos online são ótimas formas de engajar seu público e melhorar suas vendas de e-commerce.

Um webinar interativo é um ótimo jeito de construir engajamento.

Você pode usá-lo para interagir com pessoas reais e ainda gravá-lo para oferecer depois.

Uma opção é o WebinarJam. É incrivelmente simples de usar.

Não tem certeza de que quer pagar por isso? Cancele a amostra gratuita ou tente o Google Hangouts, que é grátis.

pasted image 0 432

Não quer interagir com o público?

Você também pode usar uma plataforma como o YouTube para criar uma série de ensinamentos.

Outros lugares onde você pode oferecer um curso incluem:

4. Ofereça ‘panfletos’ de informação como tabelas de tamanho e página FAQ 

Tabelas de tamanho não são úteis apenas para roupas e sapatos. Elas podem ser úteis para todos os tipos de produtos como ferramentas, mobília e equipamentos grandes ou volumosos.

Veja a sua oferta de produtos. Você tem qualquer coisa que pode levar um cliente a perguntar alguma das seguintes questões?

  • Vai caber no meu carro?
  • Eu terei espaço para isso no meu…? (Pode ser na casa, deck, escritório, ou em qualquer outro local relevante.)
  • Caberá confortavelmente em mim ou eu nele com minha altura e peso?
  • É muito grande para eu carregar sozinho?

A Evo fornece essa tabela de tamanhos para ajudar com a escolha de um snowboard online.

snowboard size chart

A página FAQ é um recurso útil para perguntas frequentes.

Os clientes normalmente ligam ou comentam sobre as mesmas questões? Crie um recurso para que eles encontrem as respostas por si mesmo.

Se você está oferecendo um produto, pense em questões como as seguintes:

  • Você entrega na minha localização?
  • Quanto custará o frete?
  • Qual é o tempo de entrega?
  • Qual sua política de devolução?
  • E se quebrar?

Oferece um serviço? Considere estas:

  • Posso ter um reembolso se eu não estiver feliz com o serviço?
  • Há um período de teste gratuito?
  • Você tem um programa de fidelização ou um desconto se eu me inscrever para um período maior?
  • O que está incluído no seu pacote de serviços?
  • Qual a diferença entre os pacotes básico e premium?

Você pode revisitar e atualizar sua página FAQ à medida que novas perguntas surjam e você ache que outros também as terão.

Como um guia de produto ou serviço, a página FAQ ajuda a construir confiança com seus clientes.

5. Compartilhe histórias de clientes

Compartilhar histórias de sucesso de clientes é o básico.

Você está mostrando a potenciais clientes que seus iguais amam seu produto.

E também está conseguindo que seus clientes façam a criação de conteúdo para você.

É real, autêntico e barato de produzir.

Você pode compartilhar histórias de sucesso de clientes sobre usar seus produtos ou serviços.

Você já tem algumas ótimas avaliações de produto? Procure esses clientes e peça-os por mais informações.

Tente encontrar histórias originais ou de inspiração e então peça permissão para compartilhar o que você aprendeu.

Pode-se também criar competições para encorajar seus clientes a compartilhar histórias, fotos ou vídeos que ajudem a promover seus produtos.

Uma competição entre fãs é um ótimo jeito de impulsionar interação e fazer as pessoas falarem sobre você.

Por exemplo, a Coca-Cola criou os “Coke Games” durante as Olimpíadas de Inverno.

Eles encorajaram os clientes a compartilhar vídeos de si mesmo jogando coisas como Speed Sipping, Coke Curling e Bottle Cap Hockey.

As pessoas podiam compartilhar seus vídeos na página do Facebook da Coca e concorrer a prêmios.

coca cola facebook post example

Coca-Cola também conseguiu conteúdo gerado por usuário ao adicionar os nomes dos clientes às suas garrafas e latas:

Screen Shot 2017 09 20 at 12.03.15

Por todo o mundo, as pessoas compartilharam imagens de si mesmas com garrafas de coca que tinham seus nomes.

Isso fez com que outras pessoas nas mídias sociais quisessem encontrar garrafas com os nomes deles também.

A campanha teve tanto sucesso que gerou mais de 998 milhões de impressões no Twitter, e tudo o que a Coca precisou fazer foi criar rótulos especiais.

6. Ofereça estudos de caso que demonstrem como o seu produto ou serviço ajuda as pessoas

“Realmente funciona?”

Essa deve ser a pergunta mais frequente que as pessoas fazem antes de comprar alguma coisa.

Para facilitar o processo de convencer os clientes em potencial, você pode incluir estudos de caso no seu site e-commerce.

Certifique-se de que seus estudos de caso ressaltem como seus produtos ou serviços ajudaram a atender a necessidade dos seus clientes.

Quando outras pessoas com as mesmas necessidades lerem esses estudos, haverá maiores chances de que eles também queiram comprar de você.

Eu pessoalmente usei estudos de caso nos meus emails para aumentar meu índice de fechamento de negócio em 70%.

pasted image 0 429

7. Construa um glossário de termos, jargões e acrônimos específicos da sua indústria ou nicho

Toda indústria parece sempre ter seu próprio idioma especial.

Eu frequentemente uso termos como SEO e ROI. Você provavelmente sabe o que eles significam.

Mas e quando você estava começando a tentar entender como competir online?

Sempre haverá iniciantes em todos os campos, tentando aprender e crescer.

Clientes no início do seu funil de vendas (na fase da consciência), podem estar começando a aprender não só sobre sua empresa, mas sobre sua indústria inteira.

Imagine que você é um consumidor querendo comprar seu primeiro snowboard.

Você olha um site e-commerce, e há muita conversa sobre quão bem uma prancha pode fazer um butter, quer ela tenha ou não um stomp pad e se ela é twin tip.

Tudo parece chique, mas você não tem nem ideia do que é e se você precisa disso em um snowboard.

E então você checa um site concorrente. Toda vez que eles usam um termo específico de snowboard, está com um link para um glossário que eles também tem no site.

Qual empresa terá feito uma melhor impressão?

Veja o glossário de termos de e-commerce, atacado e frete do SaleHoo como um exemplo simples do que você pode oferecer.

glossary

8. Ofereça estudos de pesquisa ou white paper como recursos para clientes que querem saber mais

Diferente de estudos de caso, estudos de pesquisa e white papers oferecem informações sobre assuntos mais amplos.

Por exemplo, um estudo de caso pode falar sobre como seu produto específico ajudou clientes.

Um estudo de pesquisa mostra como aquele tipo de produto ajuda clientes.

Se eu oferecer detalhes sobre como meu programa de email marketing aumentou as vendas dos meus clientes, isso é um estudo de caso.

Se eu oferecer vários detalhes sobre como o email marketing aumenta as vendas da empresa, isso é um estudo de pesquisa. É claro, é preciso incluir diversas pesquisas sólidas de múltiplas empresas para qualificar.

Estudos de pesquisa não são específicos de uma empresa.

Porém, oferecê-los pode fazer com que os clientes escolham você em vez dos seus concorrentes.

Por quê?

Constrói confiança. Há mais probabilidade deles te verem como um especialista na área.

Além disso, os clientes gostarão de não precisar trocar de um site para outro para conseguir as informações que eles precisam.

Há dados públicos suficientes disponíveis que você pode usar para criar estudos de pesquisa e white papers.

Por exemplo, esse recurso sobre trabalhar na Nova Zelândia é oferecido pelo site de cotação MovingPros.

data driven content

O bom de fontes de alta qualidade e bem pesquisadas é que elas tendem a ser compartilhadas, referenciadas e linkadas.

Se você puder construir uma reputação como um centro de recursos para seu nicho, você ganhará toneladas de backlinks de outros sites referenciando seu conteúdo.

Blogueiros, profissionais de marketing e jornalistas precisam poder encontrar pesquisas constantemente.

Eles, ansiosamente, farão link para um site de boa reputação que tirou o tempo para reunir informações sólidas.

Especialmente se for apresentado em um formato de fácil leitura ou visual.

SmartInsights é um ótimo exemplo de um centro de recursos bem-conhecido.

pasted image 0 428

Eles focam em uma área central de especialização.

Eles também tornam a pesquisa disponível para inscritos em múltiplos formatos, incluindo downloads de guias, checklists, webinars e ferramentas interativas.

Construir um centro de recursos de conteúdo digno de links leva tempo.

Você selecionará o “melhor do melhor” ao tratar de conteúdo na sua área de foco.

Como começar a construir um centro de recurso?

  • Se inscreva em blogs líderes do seu nicho.
  • Procure por tendências das principais organizações de pesquisa como a ComScore e Pew Research.
  • Combine gráficos, infográficos, resultados de pesquisas e estatísticas que você encontrar.

9. Compartilhe dicas, truques e hacks de usuário

Hacks de produto apresentam formas interessantes de usar um item.

Clientes criativos podem criar novas ideias loucas de como usar qualquer item, até algo tão simples quanto um clipe de fichário.

Dar aos seus leitores ideias de jeitos originais e interessantes para usarem seu produto ajudará a aumentar o engajamento.

Até pessoas que não tem intenção de usar os hacks podem se sentir seduzidos a comprar seu produto só com base na publicidade criada.

Pode ser um experimento divertido para descobrir sobre os vários usos de um produto.

Esses hacks para uma cafeteira básica mostram o que eu quero dizer.

product hacks

Você pode juntar isso com um concurso entre clientes para conseguir o melhor dos dois mundos.

Crie um concurso pedindo que os clientes compartilhem seus hacks mais inovadores de produtos. Certifique-se de que eles tenham que incluir fotos ou vídeos e devem compartilhar suas ‘inscrições’ nas mídias sociais.

pasted image 0 421

10. Crie checklists detalhadas para seus clientes

Se você está oferecendo um serviço, como um planejamento de casamento, checklists são fáceis.

Crie um checklist para tudo que eles precisam se planejar, todos os itens que precisam pedir, ou todos os fornecedores que precisam contratar.

Vendendo um produto? Você também pode criar checklists!

Você vende equipamentos para acampamentos e ar livre? Crie checklists do que colocar na mala para uma caminhada ou viagem de acampamento.

Vendendo equipamento para a cozinha? Ofereça checklists de receitas ou compras.

Fornecedor de equipamentos automobilísticos? Faça uma lista do que os donos de carro devem checar regularmente, ou do que eles devem ter no kit de emergência do carro.

Aqui está um checklist do que colocar na mala para uma viagem do Eagle Creek.

checklists

11. Reúna e compartilha conteúdo curado 

As pessoas amam posts de resumo.

Assim como nos centros de recursos, você está oferecendo todas as informações que eles querem em um só local conveniente.

É por isso que sites como o BuzzFeed têm sucesso:

Screen Shot 2017 09 15 at 14.37.29

Eles curam conteúdo produzido por outras pessoas para criar uma peça de conteúdo ainda melhor.

Pense em formas que você pode curar conteúdo para reunir ideias e adicionar valor aos seus clientes.

Talvez você pode curar uma lista das pessoas no topo da sua indústria:

Screen Shot 2017 09 15 at 14.37.59

Ou você pode construir uma lista das principais estatísticas que você encontra na web relacionadas ao seu nicho.

Esse tipo de conteúdo leva menos tempo para ser criado porque você simples junta conteúdos que já existem.

Screen Shot 2017 09 15 at 14.38.38

Tudo o que você precisa fazer é atribuí-lo para os donos originais.

Uma forma popular de curação de conteúdo é compartilhar histórias ou conteúdos emocionais relacionados com a sua indústria, sua missão ou uma causa que você apoia.

(Não confunda isso com histórias específicas de clientes.)

O conteúdo em 2018 será pesadamente focado em storytelling.

Tente escolher uma categoria de histórias que você pode coletar e compartilhar pelo seu conteúdo, como histórias motivacionais.

Você pode procurar uma causa, uma organização sem fins lucrativos, ou um movimento que você possa alinhar, adequado para sua empresa.

E então crie conteúdo que promova seu comprometimento a essa causa e espalhe as ações, progresso e missão deles.

12. Ofereça dados pessoais valiosos

Compartilhar dados pessoais pode ajudar a construir confiança com seus clientes e fazê-los se sentirem próximos de você.

Por exemplo, compartilhar a história sobre como você construiu sua empresa, ou sobre o que você superou para torná-la um sucesso.

Ofereça uma amostra da sua vida ou dos processos da sua empresa.

Uma foto de como você constrói seu produto pode deixar os clientes mais interessados. Eles apreciarão sua transparência e confiarão na sua qualidade.

Histórias pessoais oferecem algo único. É como as histórias de clientes, exceto que são suas ou do seu negócio, não as histórias dos usuários finais.

Esse também pode ser um modo mais rápido e barato de criar conteúdo. Você não precisa reunir pesquisas como precisaria para estudos de caso, estudos de pesquisa ou conteúdo curado.

Histórias pessoais ajudam você a construir sua marca e a se destacar da concorrência.

Branding pessoal pode ter um grande impacto nas suas vendas.

22 Statistics That Prove the Value of Personal Branding

13. Procure por blogueiros convidados para criar conteúdo para você

Preocupado por não ter tempo ou habilidade para criar seu próprio conteúdo de início?

Você pode procurar outros para fazerem isso por você!

Um jeito é oferecer oportunidades para convidados escreverem no seu site.

Se você se abrir para guest blogging, as chances são de que você terá que rejeitar 90% daqueles que te procurarem.

Isso ainda te deixará com 10% de escritores de post de qualidade.

Como encontrar guest bloggers?

Uma forma é criar uma página de postagem de convidados no seu site. Ela começará a aparecer em mecanismos de busca quando escritores procurarem por novas oportunidades.

A outra opção é procurar proativamente pessoas que você sabe que são bons escritores e que talvez estejam dispostos a fazer guest posting.

Você pode fazer isso encontrando sites de concorrentes que oferecem guest posts e vendo quem têm escrito por lá.

Se você estiver pedindo por guests posts gratuitos, é preciso dizer o que eles vão ganhar com isso.

Quanto tráfego seu site gera? Você dará uma assinatura para eles e um link para o site deles?

Dê uma olhada as instruções de guest post do Boost Blog Traffic.

pasted image 0 419

Certifique-se de ser claro sobre as suas expectativas sempre que seus conteúdos venham de foram.

Se você publica conteúdo de certa forma (um comprimento específico, estilo, etc.) informe aos possíveis escritos previamente.

Também, informe-os sobre o que você está procurando em um pitch.

image1911

14. Pague a outras pessoas para criarem conteúdo por você

Existem algumas formas diferentes para fazer isso.

Você pode se conectar com influenciadores e conseguir que eles promovam seu site e-commerce no conteúdo que eles produzem no canal deles.

Ou você pode pagar para escritores produzirem conteúdo para você no seu site ou nos seus canais.

Influenciadores

Influenciadores são pessoas que já tem uma posição social com seu público-alvo.

Eles tem seguidores que você quer como clientes.

Pense sobre quem você conhece e sobre quem quer conhecer.

Faça uma lista de pessoas que você pode aproveitar para alcançar novos públicos e crescer seu negócio.

Quando tiver essa lista completa, crie uma segunda lista de parceiros dos sonhos com os quais você amaria trabalhar em algum momento.

Essas pessoas podem ser celebridades, influenciadores da indústria e outros que você admira.

Quando você tiver suas listas, comece a procurar as pessoas e a fazer conexões.

Certifique-se de que ter um ideia clara de como você quer fazer parceria com cada uma das pessoas que você alcançar.

É preciso oferecem algo para eles em retorno por promover seu produto.

Uma forma de fazer isso é oferecendo patrocínio.

Você conhece um influenciador no seu nicho com uma grande base de seguidores no YouTube?

Pergunte se você pode patrocinar os seus próximos vídeos em troca de menções sobre seu negócio, ou por um anúncio breve do seu produto.

A parceria precisa ser benéfica para ambos, e não pode parecer como uma “venda”.

Por exemplo, eles tirando uma foto de si mesmos usando seu produto na vida real funcionará melhor do que eles sendo pagos para oferecer uma avaliação.

pasted image 0 424

Escritores

A outra opção é contratar um escritor ou blogueiro.

Um dos maiores erros ao contratar um escritor é escolher o mais barato.

Eu vejo isso o tempo todo.

Por que pagar $300 por um post quando alguém o faria por $10, certo?

Bom, porque eu garanto que esse artigo de $10 terá uma qualidade bem baixa.

Normalmente, os escritores não vão nem conhecer sua indústria bem o suficiente para serem competentes.

Então, como você encontra um bom escritor?

Você tem três opções.

  1. Poste um anúncio procurando um escritor freelance em um quadro de emprego (como o Craiglist ou o ProBlogger).
  2. Use um fornecedor de conteúdo como o UpWork.
  3. Contrate uma agência para cuidar do seu marketing de conteúdo.

15. Crie promoções e anúncios

A forma mais rápida de acabar com seu marketing de conteúdo é fazer nada depois de criá-lo.

Criar conteúdo é apenas parte do marketing de conteúdo.

A outra metade é promover seu conteúdo.

Eu vi isso como um problema há muito tempo, quando eu dei esse conselho para negócios: “Não esqueça do marketing em “marketing de conteúdo”.

Promoção de conteúdo é tão importante quanto a criação de conteúdo.

Existem três canais principais que você pode usar para anunciar:

  1. Mídias sociais – Você pode configurar anúncios pagos em sites de mídias sociais como o Facebook.
  2. Mecanismos de busca – Google Adwords e o Bing oferecem anúncios PPC (pago por clique).
  3. Anúncios nativos – Pague sites para fazerem link para o seu conteúdo dentro do conteúdo deles (normalmente não parece um anúncio típico).

Você não precisa usar anúncios pagos para ter sucesso.

Porém, pode ser um jeito rápido de conseguir que seu conteúdo vá lá para fora e trabalhe o mais rápido possível.

Se você vai anunciar, certifique-se de escolher o canal promocional que combine com seu público-alvo.

pasted image 0 430

Você também precisa se certificar de que o o tipo de conteúdo combine com o canal.

pasted image 0 420

Conclusão

Aí está. 15 maneiras de começar já com a criação de conteúdo.

A primeira coisa é simplesmente começar.

Escolha um meio com o qual você se sente confortável.

E então selecione o tipo de conteúdo que você acha combinar com seu negócio, sua habilidade e público.

Lembre-se, eu sugeri as seguintes opções:

  • Guias de produto
  • Vídeos de treinamento
  • Panfletos de informações
  • Histórias de clientes
  • Estudos de caso
  • Um glossário de definições
  • Estudos de pesquisa
  • Hacks de usuários
  • Checklists
  • Conteúdo curado de interesse dos seus clientes
  • Histórias pessoais

Se você não se sente confortável em começar seu marketing de conteúdo para e-commerce sozinho, você pode procurar por guest bloggers, influenciadores ou escritores pagos para te ajudarem.

Finalmente, você pode usar promoções e anúncios pagos para impulsionar seus esforços de marketing de conteúdo para e-commerce e alcançar pessoas mais rapidamente.

Uma vez em progresso, existem toneladas de informação lá foram para te ajudar a expandir seus esforços e te ajudar a melhorar.

Aceite que poderá não ser perfeito de início. Aceite que você não sabe de tudo ainda.

Comece a construir. Você vai melhorar com o tempo.

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/marketing-para-e-commerce/

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Orçamento