Como-Fazer-um-Conteúdo-Viral-Usando-Essas-6-Estratégias-Pagas-teknabox
Como Fazer um Conteúdo Viral Usando Essas 6 Estratégias Pagas
7 de fevereiro de 2018
Marketing-Empresarial--Aprenda-Como-Aumentar-Suas-Vendas-teknabox
Marketing Empresarial: Aprenda Como Aumentar Suas Vendas
12 de fevereiro de 2018

Mídias Sociais: Como Obter o Melhor do Seu Investimento em 2018

Mídias-Sociais--Como-Obter-o-Melhor-do-Seu-Investimento-em-2018-teknabox

Você lembra do MySpace?

Foi uma das primeiras plataformas de mídias sociais que revolucionaram o modo pelo qual as pessoas interagem online.

Naqueles dias e até no começo do Facebook, as pessoas ainda estavam se acostumando com as “amizades” online.

Algumas pessoas não entraram até que uma porção significante da humanidade já tinha se cadastrado. E até mesmo então, ainda havia um pouco de hesitação.

Agora, entretanto, todos já estão familiarizados com as mídias sociais, como elas funcionam e por que são divertidas. As pessoas confiam e gostam. Portanto, elas usam.

E na época do descobrimento das mídias sociais, todos se perguntavam, “Como essas plataformas fazem dinheiro?”

Bom, agora temos a resposta.

Em uma palavra, propaganda.

A quanto mais pessoas essas plataformas tem acesso, maior é o dinheiro que elas fazem com empresas querendo vender seus produtos.

E hoje, 62% das pessoas vivendo na América do Norte têm uma conta do Facebook.

pasted image 0 553

Como o Facebook vende todas essas informações sobre usuários para anunciantes, eles conseguem fazer um bom dinheiro.

Infelizmente, isso significa que construir um público orgânico em uma plataforma de mídia social só está ficando mais difícil.

Porque o Facebook, Linkedin, Pinterest e Instagram querem que você os pague para alcançar seu público.

Eles não querem que você seja capaz de fazer isso de graça. Pelo menos, não facilmente.

Mesmo que as plataformas de mídias sociais pareçam uma ideia simples e divertida por fora, a realidade é que cada uma é um negócio.

Mesmo assim, pagar pra jogar vale a pena.

Não apenas uma grande parte da raça humana usa as mídias sociais, eles usam regularmente.

Mais de 75% dos usuários do Facebook e Instagram visitam a plataforma pelo menos uma vez por dia.

pasted image 0 547

E isso significa que se você anunciar nas plataformas, as pessoas irão te ver.

As mídias sociais estão atraindo as pessoas de forma incrível, e não parece que isso vai acabar tão cedo.

Por isso, muitos profissionais de marketing e anunciantes ainda utilizam as plataformas para espalhar suas mensagens e produtos, independente dos modelos “pague-pra-jogar”.

Considere o Facebook, por exemplo. 93% dos anunciantes de mídias sociais usam o Facebook Ads.

pasted image 0 517

Porém, mesmo o grande número de profissionais de marketing e anunciantes que usam mídias sociais para patrocinar suas empresas lutam para medir quantitativamente sua eficácia.

pasted image 0 555

E esse é um fato que prejudica.

Não apenas o seu espírito, mas o seu bolso também. Talvez, se você estiver apenas tentando criar um público orgânico nas mídias sociais, isso não seja tão prejudicial.

É provável que menos dinheiro seja investido ao tentar criar um público orgânico.

Porém, as plataformas de mídias sociais estão intencionalmente tentando fazer você pagar.

Então, primeiro eu discutirei sobre porque e como isso está acontecendo nas plataformas de mídias sociais e então compartilharei algumas estratégias para que você obtenha o máximo possível de vantagem nos seus esforços de propaganda.

Por que as mídias sociais funcionam na base “pago-pra-jogar”

Antigamente era possível construir um público nas mídias sociais com um pouco de criatividade e determinação.

Agora, entretanto, também é preciso ter dinheiro.

E quanto mais você tem, tanto melhor você conseguirá atingir seu público.

Isso é proposital, é claro.

Os sites de mídias sociais querem que você pague para alcançar seu mercado ideal. Eles não querem que seja possível conseguir isso de graça, e, com toda a certeza, eles não querem que você consiga se tornar viral sem pagar por isso.

Com o passar dos anos, essa verdade está apenas se tornando mais prevalente.

À medida em que as plataformas de mídias sociais se estabelecem, eles podem pedir que as empresas paguem mais para segmentar o seu mercado alvo.

E eles estão fazendo isso.

Na verdade, em média, as marcas alcançam apenas 6% dos fãs sem usar os anúncios pagos.

Obviamente, isso não é muito promissor.

Além disso, o engajamento médio no Facebook está decaindo.

pasted image 0 551

Em outras palavras, não só é difícil alcançar seu público ideal, mas é quase impossível ter engajamento.

A resposta, é claro, é usar anúncios pagos.

Com o aumento do preço das ações do Facebook, o alcance orgânico médio das páginas de empresas diminuiu.

pasted image 0 511

Por que isso acontece?

Porque, novamente, o Facebook não quer que você construa seu público de graça. Eles querem que você pague para isso.

Considere esse botão de promoção que eles constantemente encorajam as empresas a clicar.

pasted image 0 514

Se você tem uma página do Facebook, sabe exatamente do que estou falando.

É até provável que você receba notificações ocasionais para impulsionar seus posts por R$5 ou R$10 reais.

Essa é uma ótima forma do Facebook fazer dinheiro. Mas pode não ser uma ótima forma de você fazer dinheiro.

E esse botão para impulsionar se torna ainda mais tentador quando você descobre que o Facebook nem mostra o seu post para todos os seus seguidores atuais.

Considere esse post. Minha página tem quase 920.000 seguidores, mas o Facebook mostrou o post para apenas 15.000 pessoas.

Isso acontece porque apenas algumas pessoas estavam no Facebook na hora da postagem?

Não, não é por isso.

Acontece porque o Facebook intencionalmente restringe a quantidades de pessoas que uma página pode alcançar com seus posts orgânicos. Ele quer que você clique no botão de impulsionar, tanto mais vezes melhor.

Quanto mais você clica, mais dinheiro eles ganham.

Isso é apenas um dos exemplos do mundo cada vez mais caro de mídias sociais em que os anunciantes se encontram.

Então o que você pode fazer para obter o máximo de retorno possível pelo seu dinheiro esse ano?

Especificamente, cinco coisas. Aqui estão elas.

1. Entender seus objetivos de propaganda

Já que todo anúncio irá te custar dinheiro suado, você não deve criar um antes de determinar qual é o objetivo dele.

Se você não sabe, então provavelmente é melhor para sua conta bancária renunciar pagamentos de propaganda.

Porém, o processo não precisa ser complicado.

Apenas comece dando uma olhada no seu funil, de consciência para consideração para transação.

pasted image 0 526

Agora se pergunte onde o seu anúncio se encaixa no funil. Qual é o objetivo final?

Tráfego? Conversões? Consciência de marca?

O objetivo do seu anúncio deve impactar diretamente no texto, imagem e mensagem que você envia. Se você não tem um objetivo direto para o seu anúncio, então é melhor nem executá-lo.

Principalmente porque um anúncio mal sucedido irá te custar muito dinheiro e tempo.

Naturalmente, há diversos objetivos diferentes entre os quais escolher.

Esse anúncio, por exemplo.

pasted image 0 529

Está tentando fazer algo totalmente diferente desse anúncio.

pasted image 0 533

Um está tentando construir consciência de marca e fortalecer a imagem de marca da Buffer, enquanto o outro está tentando vender um produto da empresa.

Um está no topo do funil e o outro está no final.

Às vezes você irá querer fazer anúncios para um conteúdo criado no seu site.

Outras, irá simplesmente querer vender seu produto.

O objetivo que você escolher para sua campanha de anúncio irá também impactar o público escolhido.

Se você estiver tentando construir consciência de marca pode tentar um público que nunca ouviu falar sobre sua empresa.

Mas se está tentando gerar conversões, então é melhor rodar anúncios para pessoas que já te conhecem e que mostraram interesse em comprar.

Uma coisa é certa, se você não sabe qual é o objetivo do seu anúncio, então você nem tem um anúncio.

Comece decidindo qual o objetivo do seu anúncio e não rode ele antes de determinar isso.

2. Escolha a plataforma de mídia social certa

Cada plataforma de mídia social é diferente.

Algumas plataformas são ótimas para anúncios B2B enquanto outras são ótimas para anúncios B2C. E existem aquelas que funcionam para ambos.

Não apenas isso, mas cada plataforma também oferece diferentes opções de anúncios.

No Facebook, você pode segmentar públicos personalizados e semelhantes, sobre os quais falaremos mais daqui a pouco.

E no LinkedIn, você pode segmentar públicos correspondentes.

Com o Pinterest, é possível usar os Pins Compráveis.

Acima de tudo, porém, o Facebook se destaca como a opção preferida dos profissionais de marketing e anunciantes.

Na verdade, 95% dos profissionais de marketing disseram que o Facebook produz o melhor ROI para seus anúncios.

Como você pode ver, o Twitter, Instagram e o LinkedIn ficam em segundo, terceiro e quarto lugares.

Se você está procurando anunciar em mídias sociais, então deve-se pelo menos considerar essas quatro plataformas.

Ainda assim, uma plataforma funcionará melhor para B2B enquanto outra será melhor para B2C. E um será melhor para SaaS enquanto outra será melhor para produtos físicos.

Como decidir quais plataformas usar e quais ignorar pelo bem do seu negócio e ROI?

Bom, se você trabalha para uma empresa B2B, então o LinkedIn, Twitter, e YouTube devem estar no topo da sua lista de marketing.

pasted image 0 543

Entretanto, tenha em mente que no LinkedIn você não conseguirá vender bem seus produtos.

Para gerar leads, a plataforma é incrível. Mas para gerar conversões, nem tanto.

O Twitter é ótimo para anúncios rápidos que geram leads e conversões. E o Youtube talvez seja a melhor plataforma para construção de uma conexão significativa com seu público por ser baseado em conteúdo de vídeo.

Aqui temos um resumo rápido de cada plataforma de mídia social e suas especialidades.

pasted image 0 508

Em particular, você notará:

O Pinterest funciona se você tem um público feminino, o Twitter tem a maior penetração nos E.U.A, o Facebook é mais para o mobile, o Instagram se resume a imagens, o Google+ tem 300 milhões de usuários ativos e o LinkedIn é orientado para o B2B.

Essas diferenças únicas devem impactar o local em que você anuncia e os anúncios utilizados.

E cada um custará dinheiro porque cada plataforma de mídia social é um negócio.

Então é preciso escolher a plataforma que te fornecerá o melhor ROI. Dessa forma, você não estará desperdiçando dinheiro suado em uma plataforma que simplesmente não funciona com sua empresa.

3. Públicos Personalizados e Semelhantes

Aqui está o que você não quer fazer.

Você não quer pagar por anúncios, rodá-los por semanas sem fim e receber quase nenhuma atenção.

Infelizmente, isso é o que frequentemente acontece quando profissionais de marketing criam anúncios sem primeiro tomar as precauções necessárias. Ou, ao menos, terem o conhecimento necessário.

Pegue, por exemplo, o público que você escolheu atingir.

Você pode atingir todo mundo no mundo das mídias sociais com os interesses certos. Ou, você pode atingir pessoas que são parecidas com os seus públicos atuais de sucesso.

Na maioria dos casos, a última opção é bem mais eficaz.

Felizmente, a maioria das mídias sociais oferecem uma variação do que o Facebook chama de públicos personalizados e semelhantes.

pasted image 0 541

O LinkedIn chama de públicos correspondentes e o Twitter de públicos sob medida.

Mas a ferramenta é praticamente a mesma.

Então, o que exatamente ela faz?

Bom, ela permite que você segmente públicos que são similares aos seus públicos atuais de sucesso.

Imagine, por exemplo, que você tem uma lista de email que tem um incrível sucesso.  Sua taxa de abertura, taxa de clique e engajamento são memoráveis para sua indústria.

Com públicos personalizados e semelhantes, você pode aproveitar essa lista de email.

A ferramenta permite que você faça uma dessas duas coisas.

  1. Segmente sua lista de email ou algum outro público predeterminado.
  2. Segmente um público similar ao da sua lista de email ou outro público predeterminado.

Os benefícios dessa ferramenta são óbvios.

Se você tem um público que já funciona, então segmentar essas mesmas pessoas ou pessoas com atitudes e demográficos parecidos tem boas chances de conseguir resultados.

No caso dos públicos semelhantes do Facebook, os anunciantes experimentam maior qualidade e escala do que em outras opções de anúncio.

pasted image 0 557

Porém, usar a ferramenta para uma das suas campanhas de mídias sociais normalmente requer a instalação de um pixel de conversão no seu site.

É assim que isso aparece no Facebook.

pasted image 0 535

Felizmente, isso é bem simples e qualquer um pode fazer.

A maioria das plataformas de mídias sociais te mostrará o caminho para fazê-lo, você só precisa segui-lo.

Uma vez instalado o pixel, aquela plataforma receberá informações do seu site para entender como está o desempenho do seu anúncio.

Quantas pessoas visitaram seu site? Quantas se converteram? Ou quantas pessoas abandonaram os carrinhos de compra?

Essas são informações disponíveis se o pixel pedido for instalado.

E então será possível usar públicos personalizados e semelhantes, dando aos seus anúncios a melhor chance de conseguir retorno.

4. Faça anúncios de retargeting

Os anúncios de retargeting são parecidos com os públicos personalizados e semelhantes.

Isso permite que os profissionais de marketing mostrem anúncios para pessoas que já realizaram (ou não) certas ações em um site.

Novamente, você só tem acesso aos anúncios de retargeting se instalar o pixel de conversão correspondente no seu site.

A maioria dos sites de mídias sociais permitirão que você rode anúncios de retargeting facilmente.

É assim que eles funcionam:

Alguém visita seu site, e o pixel de mídia social rastreia as ações da pessoa. Digamos, por exemplo, que eles colocam um item no carrinho, mas saem antes de comprar.

Então, quando eles vão para o Facebook, eles veem um anúncio que mostra exatamente aquele item que foi adicionado no carrinho, talvez oferecendo um desconto adicional como incentivo.

pasted image 0 504

Por razões óbvias, os anúncios de retargeting têm mais sucesso do que os outros.

Mas quanto sucesso os anúncios de retargeting têm?

Bom, em média, eles recebem três vezes mais cliques, e tem quatro vezes mais chances de converter novos clientes.

pasted image 0 549

Os anúncios de retargeting podem aparecer assim. A pessoa visita o site e depois vê um anúncio lateral no Facebook com o mesmo item.

pasted image 0 531

Outro quesito no qual os anúncios de retargeting ajudam seus sucessos de marketing é entre os diferentes dispositivos.

No mundo de hoje, as pessoas usam múltiplos dispositivos. Eles veem seu site no laptop e o Facebook pelo celular.

Como você pode ver abaixo, as porcentagens dos dispositivos são quase uniformemente divididas.

pasted image 0 545

Com os anúncios de retargeting e um pixel de mídia social, os anúncios não dependem de cookies, que são específicos do dispositivo. Mas eles normalmente identificam o usuário real.

Isso significa que mesmo que a pessoa tenha visitado seu site no próprio laptop e então o Facebook pelo telefone, o pixel vê a pessoa ao invés do dispositivo.

Obviamente, isso é um ganho para sua estratégia de marketing.

Aqui está um anúncio de retargeting, no qual a J. Crew Factory oferece um desconto para um usuário que abandonou o carrinho.

pasted image 0 520

outro exemplo.

pasted image 0 537

E mais um.

pasted image 0 539

Faça isso e você com certeza terá um retorno maior pelo seu investimento em anúncios.

Os anúncios de retargeting têm menos riscos que a maioria dos outros anúncios porque eles segmentam pessoas que já estão interessadas no seu produto.

Elas só precisam de um empurrãozinho para comprar.

Conclusão

À medida que o tempo passa, a mídia social só ficará mais cara.

Cada plataforma está tentando gerenciar um negócio, o que significa que estão tentando ganhar dinheiro.

Você é um cliente deles.

E o seu cliente é o produto deles. Felizmente, a história não é tão ruim.

A mídia social é excepcional em encontrar e segmentar seu público.

Mesmo que agora seja necessário “pagar para jogar”, contanto que você use seu dinheiro de maneira inteligente, é possível usar a mídia social para anunciar seus produtos e desenvolver sua empresa.

As quatro coisas nas quais você quer focar são entender seus objetivos de propaganda, escolher a plataforma de mídia social certa, segmentar públicos personalizados e semelhantes, e fazer anúncios de retargeting.

E apenas então, você conseguirá o melhor retorno do dinheiro investido no mundo caro das mídias sociais no qual você está.

Qual estratégia você usa para conseguir o melhor ROI dos seus anúncios de mídia social?

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/midias-sociais/

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Orçamento