(32) 3061-1694

A análise SWOT é uma ferramenta de planejamento estratégico para negócios. A sigla em inglês significa StrengthsWeaknessOpportunities e Threats, e em português é conhecida como FOFA, de Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. Com ela, o dono do negócio poderá analisar os pontos fortes e fracos do seu negócio, assim como as possibilidades e os desafios para traçar planos de ação rumo ao sucesso da empresa. 

Não é preciso se assustar com a teoria. Para quem quer saber o que é análise SWOT e como aplicá-la a um negócio, é importante destacar que essa é uma estratégia de gestão simples e que, a princípio, não será preciso mais nada além de um papel e uma caneta – ou qualquer outra forma de fazer anotações.

Comece levantando cada uma das forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do seu negócio e, em seguida, faça um estudo onde essas informações deverão ser cruzadas e analisadas em conjunto. Por exemplo: como os pontos fortes da empresa podem ser usados para que as oportunidades sejam aproveitadas?

Para entender melhor como fazer análise SWOT, vale destacar que as forças e fraquezas que devem ser pontuadas estão ligadas aos fatores internos da empresa. As atividades exercidas no negócio, a localização em caso de ponto fixo, e os equipamentos e recursos à disposição da companhia são alguns dos pontos que podem entrar nessa lista para serem divididos como parte das forças ou das fraquezas do negócio. 

Quase sempre como fatores externos, ou seja, situações nas quais o dono do negócio não tem controle, estão as oportunidades e as ameaças de uma empresa. Concorrência, falta de mão de obra, mercado de atuação e mudanças em leis e normas são algumas das questões que podem ser levantadas e que poderão influenciar a análise SWOT como parte do planejamento estratégico de um pequeno negócio.

Com o levantamento em mãos, é hora de cruzar todos os dados para montar estratégias e planejamentos de ações para fortalecer o crescimento do seu negócio. 

Quem pode fazer a análise FOFA?

A análise SWOT é bastante conhecida entre as empresas de grande porte, mas pode e deve ser igualmente utilizada pelos pequenos empreendedores. Afinal, planejamento e boas práticas de gestão são importantes para qualquer negócio, independentemente de seu tamanho ou área de atuação.

Para o dono de uma pequena empresa, a ferramenta ainda pode ser uma aliada no seu autoconhecimento, ou o conhecimento aprofundado sobre o negócio – característica importantíssima para a tomada de decisões!

Agora que você já sabe o que é análise SWOT, chegou a hora de colocar a mão na massa e entender como captar cada uma das características do seu negócio:

1. Forças

O que torna a sua empresa a melhor opção para o cliente? Ao responder essa pergunta, você provavelmente já encontrará alguns dos principais pontos fortes do seu negócio. Pense em diversas características: desde estar em uma localização privilegiada com ótimo tráfego de pessoas até manter uma relação estreita com os melhores fornecedores do seu ramo. 

Conhecer a fundo cada uma das forças do seu negócio trará mais segurança em momentos de tomadas importantes de decisões, onde cada ação estratégica deverá ter como base as capacidades da empresa. É importante, porém, ir além das suas opiniões e achismos como dono do negócio. Valide as informações com outras pessoas, como clientes e funcionários.  

2. Oportunidades

No momento de listar as oportunidades do seu negócio é preciso olhar atentamente o mercado no qual você está inserido – principalmente para as mudanças e novidades da área. Não se esqueça, porém, que para saber exatamente quais são as boas oportunidades para a sua empresa, é preciso ter muito claro quais são os objetivos que ela tem a curto ou longo prazo. Não adianta abraçar uma possibilidade de mercado que não faz sentido para o atual momento do seu negócio ou para o futuro dele.

Lembre-se que as oportunidades não precisam significar grandes ações, e nem sempre estão ligada às novas tecnologias. Às vezes, uma oportunidade pode estar relacionada à melhora de seus serviços, produtos, atendimento ou outras áreas da empresa.

3. Fraquezas

Enxergar aqueles pontos nos quais o negócio não é muito bom pode ser uma missão mais difícil para os pequenos empreendedores. Mas saiba que é normal que uma empresa tenha, sim, algumas fraquezas. E saber identificá-las é um passo muito importante para seguir rumo à excelência ou, até mesmo, à desistência de alguma atividade ou produto – afinal, uma pequena empresa não deve querer abraçar o mundo em suas operações, certo?

4. Ameaças

Também é preciso olhar para o mercado no momento de listar quais são as ameaças ao seu negócio. Vale destacar que elas estão quase sempre fora do alcance de qualquer interferência dos empreendedores, ou seja, são situações que não podem ser evitadas.

De uma forma ampla, podem ser colocadas neste tópico questões políticas, desastres ambientais, mudanças em leis e normas que estejam ou não diretamente ligadas ao mercado de atuação. As ameaças dentro de um cenário exclusivo da sua área podem incluir, por exemplo, a quantidade de concorrentes que estão disputando os mesmos clientes que você.

Análises e planos de ações

Se você ainda está se perguntando “mas, afinal, para que serve análise SWOT?”, esse é o momento de usar todas as informações que você levantou sobre o seu negócio. 

Para começar a falarmos sobre como analisar a matriz SWOT, vamos destacar algumas dicas: mantenha todos levantamentos de forças, oportunidades, fraquezas e ameaças de forma organizada. Começar escrevendo algumas características em um papel ou arquivo e depois terminar em outro pode fazer com que você perca algumas informações. Além disso, tente sempre revisar e validar com outras pessoas aquilo que você definiu como os pontos fracos e os pontos fortes da sua empresa!

Para fazer análise SWOT será preciso cruzar cada uma das quatros matrizes da ferramenta para entender como as forças do negócio poderão ser úteis em estratégias para diminuir ou acabar com as ameaças que foram identificadas. Ou, ainda, como as oportunidades de mercado que foram levantadas poderão ser uma ótima solução para transformar as fraquezas da empresa em forças. 

Ou seja, com base na análise FOFA, será possível traçar um plano de ação focado em objetivos como buscar a melhor posição no mercado para o seu negócio, assim como criar estratégias de defesa para as ameaças identificadas! 

Fonte: https://www.donodonegocio.com.br/cresca-mais/o-que-e-analise-swot-ou-fofa/

Comentários

comentários

Share This