(32) 3061-1694

Todo negócio precisa de um investimento financeiro no começo. Isso pode até parecer um pouco desanimador para quem tá sem muita grana e quer ser o dono do seu próprio negócio, mas a boa notícia é que, com criatividade, dá para começar a empreender mesmo assim!

Um exemplo vivo disto é o Mauricélio Silva.

Desempregado e com dificuldades de movimento por causa de um tipo de reumatismo, ele teve que criar um novo jeito de ganhar a vida. Pegou R$ 20,00 emprestados da noiva e comprou canos para construir um tripé improvisado que usou para gravar seu primeiro vídeo com celular.

Essa foi a forma que ele achou de se diferenciar dos outros vendedores de máquinas de cartão.

Logo no primeiro mês, ele ganhou quase R$ 2 mil. Atualmente, o canal dele no YouTube tem mais de 10 mil seguidores e as maquininhas deixaram de ser apenas uma renda extra para se tornarem seu trabalho principal. Falando nisso, foi assim que ele juntou dinheiro para casar — e a noiva hoje é esposa.

Dono do Negócio conversou com Mauricélio, que deu 7 ótimas dicas pra você começar o seu negócio sem muito dinheiro:

1.Dê valor ao dinheiro

O primeiro passo para abrir um negócio é entender a importância do dinheiro. “As pessoas, de modo geral, relacionam dinheiro à quantidade. Isso quer dizer que só se torna ‘dinheiro de verdade’ quando se tem muito”, explicou o Mauricélio. “Desta forma, valores menores acabam sendo gastos de forma espontânea no dia a dia. Quando entendemos o valor do dinheiro, vemos que ele é versátil: R$ 20,00 podem se tornar R$ 40,00,  R$ 80,00, R$ 160,00, e assim por diante”.

2. Mantenha as contas em dia

Os primeiros meses de vida do seu negócio servem tanto para ele crescer e se desenvolver, quanto para pagar as dívidas que você pode ter feito para que ele saísse do papel. É muito importante estar em dia com as contas, porque um nome limpo na praça torna possível as negociações que você venha fazer no futuro. Nesta fase, o lucro praticamente não existe, porque é preciso reinvestir todos os recursos para a melhoria do seu serviço.

3. Fique de olho nas despesas

Principalmente no começo, tente evitar gastos que geram mais gastos. Por exemplo, ao invés de comprar um automóvel, que tem altos custos de manutenção, você pode combinar as entregas em estações do metrô ou em pontos de encontro próximos da sua casa.

4. Seja profissional

“O mercado de hoje é concorrido e o cliente sempre vai dar preferência a quem oferecer o melhor produto, da melhor forma. Por isso, é importante saber tratar bem a clientela”, explica o Mauricélio. “Se seu campo de atuação exigir certa formalidade, vale agir desta forma no tratamento aos clientes e até na maneira de se vestir e apresentar. E invista num bom atendimento depois das vendas, porque um cliente feliz e satisfeito é um cliente que vai divulgar o seu trabalho.”

5. Inove

Ter um produto de qualidade já é meio caminho andado, mas não se acomode. O mercado vive mudando e coisas novas surgem todos os dias. Fique ligado no seu campo de atuação e tente trazer novidades pro seu produto. Uma boa dica é ficar de olho no que a concorrência está oferecendo. Redes sociais como o Instagram e o Facebook também podem servir de inspiração.

6. Divulgue

Dizem que a propaganda é a alma do negócio. Segundo Mauricélio, “de nada adiantará o seu produto ou serviço ser o melhor se as pessoas não o conhecerem”. Aproveite as redes sociais e o WhatsApp para divulgar seu trabalho. Capriche nas fotos e nas hashtags. Os cartazes na rua também têm seu valor e podem ajudar na divulgação entre os vizinhos.

7. Se comprometa

Pode parecer óbvio, mas não é. Trate o seu negócio como um trabalho e não apenas como um hobby ou uma renda extra. Se comprometa com a qualidade do que você oferece, coloque metas e dedique tempo para a sua empresa.

Fonte: https://www.donodonegocio.com.br/comece-o-sonho/7-dicas-para-comecar-um-negocio-com-pouco-dinheiro/

Comentários

comentários

Share This