Por que a maioria das startups está errando na criação da marca (e como corrigir isso)-teknabox
Por que a maioria das startups está errando na criação da marca (e como corrigir isso)
16 de outubro de 2017
Como usar Business Analytics para melhorar sua performance de marketing-teknabox
Como usar Business Analytics para melhorar sua performance de marketing
20 de outubro de 2017

Seis tendências de vendas por e-mail que queremos eliminar imediatamente

Seis tendências de vendas por e-mail que queremos eliminar imediatamente-teknabox

Na maioria das vezes, não percebemos que as tendências são ridículas até que elas desapareçam. Pense nisso: pedras como animais de estimação, carpete felpudo, ginástica aeróbica, para citar alguns.

Estas seis tendências de vendas por e-mail, por outro lado, são tão terríveis que não estamos apenas reconhecendo que são horríveis, estamos desejando o seu fim imediato. São mais do que ineficazes: eles irritam os prospects e imediatamente derrubam sua taxa de fechamento.

Continue lendo para ver quais são as seis técnicas que você deve jogar fora junto com sua calça do MC Hammer.

Seis tendências de e-mail horríveis que precisam ser eliminadas

1) Usar um “Re:” falso

De acordo com dados de 30 milhões de e-mails, usar “Re:” no campo de assunto pode gerar uma taxa de abertura de 92%.

Mas isso evidentemente não significa que você deve abusar do “Re:” em mensagens de divulgação, porque o objetivo final não é fazer o prospect abrir seu e-mail e sim respondê-lo.

Quando alguém lê sua mensagem e percebe que foi enganado, ele não será mais receptivo a sua oferta. O e-mail vai direto para a lixeira.

2) Incluir várias perguntas

Recentemente, os vendedores começaram a incluir nos e-mails muitos “próximos passos” diferentes. Por exemplo, eles podem pedir que o prospect indique a melhor pessoa para X, examine um artigo no Y e separe 20 minutos em sua agenda para discutir Z. Se você levar em consideração a assinatura de e-mail, o que sugere que as pessoas conferem o site da sua empresa, são no total quatro call-to-actions separadas.

Os representantes de vendas usam essa técnica para aumentarem as chances de sucesso se os destinatários não gostarem da primeira sugestão. Mas isso sempre sai pela culatra: os prospects se sentem oprimidos pelo número de opções, você parece desesperado e as chances de uma resposta despencam.

É por isso que você deve sempre manter um único CTA. Claro, você pode e deve direcionar o prospect para recursos úteis. Porém, alinhe seu CTA com esses recursos, para não parecer uma solicitação separada.

Um exemplo:

Veja um ótimo artigo sobre empresas de recursos de TI genéricas e especializadas. Você teria 20 minutos na terça-feira após 15:00 para discutir essas diferenças?

3) “Só vim dar um alô.”

Você não tem mais notícias do prospect há um tempo e quer voltar a fazer contato. Então decide enviar um e-mail rápido “só para dar um alô”.

No entanto, esses e-mails são extremamente irritantes para quem recebe. Eles não fornecem um pingo de valor para o prospect. Na verdade, eles acabam afetando negativamente o prospect, porque ele tem que perder um tempo valioso com a sua mensagem sem sentido.

E qual o maior motivo para esses e-mails serem ruins? Embora você não esteja explicitamente dizendo “Qual o motivo da demora? Estou ficando impaciente!”, essa é a mensagem que você está enviando.

(Está se sentindo culpado de mandar esses e-mails? Confira As 23 melhores alternativas de e-mails de verificação, em inglês.)

4) Mencionar uma conexão fraca

Se você tem como ser apresentado ou tem uma indicação, use isso. Mas os representantes que apenas vão ao LinkedIn, descobrem uma conexão mútua aleatória e inserem o nome no e-mail estão realmente abusando dessa técnica.

Afinal de contas, se o prospect realmente conhece a outra parte, a primeira coisa que vai perguntar é “Como você conhece o fulano?”. Você terá que oferecer uma resposta idiota como “Nós nos conhecemos em um evento uma vez”. E quando ele negar sua história, o prospect instantaneamente deixará de confiar em você.

E se o prospect não conhecer a pessoa, ele vai querer saber quem é o fulano e qual a real importância de você conhecê-lo.

Então pense melhor da próxima vez que quiser escrever “vi no LinkedIn que ambos estamos conectados a [estranho aleatório]”.

5) Escrever linhas de assunto totalmente em minúsculas

Incluir um toque humano e amistoso para seus prospects mostra que você não é apenas um robô programado para vender. Mas é possível levar essa abordagem longe demais. No caso, linhas de assunto escritas todas em letras minúsculas.

Alguns representantes pensam que esse estilo demonstra leveza e descontração. Infelizmente, o efeito é de desleixo e informalidade excessiva.

Por exemplo, imagine que você está procurando uma nova ferramenta de vendas e recebe um e-mail com o título “vamos conversar sobre o seu software de geração de leads”.

Você está tomando uma grande decisão, que potencialmente poderia mudar sua estratégia de vendas. Você provavelmente deseja trabalhar com alguém experiente, profissional e confiável. Essa linha de assunto não comunica nenhum desses atributos.

Por outro lado, um e-mail intitulado “Veja como ajudar a gerar mais leads”, emite uma mensagem muito mais confiante sobre a capacidade do remetente para agregar valor.

6) Vincular seu aplicativo de agendamento em um e-mail de divulgação

No outro dia, recebi um ótimo e-mail de um representante de vendas. Ele foi direto, envolvente e claramente personalizado. Então, cheguei à linha final:

“Eu adoraria ajudá-lo a melhorar seus esforços pessoais de branding. Veja abaixo um link para o meu calendário: escolha um horário vago que seja melhor para você!”

Imediatamente, revirei os olhos e fechei o e-mail.

Eu adoro escolher meus próprios compromissos com os representantes de vendas: é simples e fácil. Mas mandar o link antes de confirmar a reunião faz o representante parecer presunçoso. Ele tem tanta certeza de que o prospect dirá sim, que você nem se importa de perguntar.

A lição: Usar uma ferramenta de agendamento e disponibilidade é uma ótima maneira de cortar algumas etapas do processo, mas aguarde até que o prospect tenha concordado em fazer uma reunião. Enquanto isso, veja algumas outras maneiras de envolver um prospect em um e-mail de divulgação além de pedir uma reunião.

Ao eliminar essas tendências de seu repertório imediatamente (em vez de um ou dois anos mais tarde, quando é óbvio que já terão acabado), você estará em vantagem em relação a todos os representantes que ainda as usam. Então diga adeus para sempre.

O que você acha dessas tendências de e-mail? Você adicionaria alguma à lista? Conte para a gente nos comentários.

Fonte: https://br.hubspot.com/blog/tendencias-de-email-para-eliminar

Comentários

comentários

Tiago Curcio
Tiago Curcio
É Coach e empreendedor nas áreas de saúde e tecnologia. Especialista em Inteligência de Negócios e em Programação Neurolinguística (PNL), adora pedalar e ficar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Orçamento