(32) 3061-1694

Já pensou em aumentar as suas vendas finalizando o seu email corretamente?

Existem métodos para se finalizar um email de forma eficiente, a fim de fazer com que o seu destinatário tome a ação necessária.

O email é um canal bastante versátil de comunicação. Através dele, você se torna capaz de se comunicar com colegas de trabalho, clientes, familiares e amigos.

Por isso, é de suma importância saber diferenciar os públicos com quem você vai falar, a fim de adequar a sua mensagem e a sua linguagem.

Se você for enviar um email para um amigo, não existem regras para a sua escrita.

Porém, se você estiver enviando um email mais formal, você precisa prestar atenção na maneira em que o seu email será escrito.

Antes de finalizar um email, você precisa saber se ele tem o que é preciso para gerar resultados positivos para a sua empresa.

Nesse artigo você vai:

  1. Conhecer a importância de criar um email bem estruturado;
  2. Saber quais são as etapas que devem estar presentes em um email;
  3. Aprender a finalizar um email e a estimular uma ação;
  4. Conhecer 13 dicas de como finalizar um email.

Importância de Criar um Email Bem Estruturado

É quase impossível estipular qual é a quantidade de informação que viaja pelo mundo a cada segundo do dia.

Vivemos na era da informação. E divulgá-las é quase uma rotina nos dias atuais.

Ninguém mais compra algum produto ou serviço sem buscar o máximo de informação possível sobre ele.

Quando o foco são as redes sociais, a linguagem utilizada é uma, porém, quando o assunto é um email, você precisa estruturá-lo muito bem.

Claro que a linguagem utilizada vai mudar de acordo com o seu público.

De nada adianta fazer uso de uma linguagem muito formal com um público que é basicamente composto por pessoas jovens.

Da mesma forma, é perda de tempo usar termos técnicos para explicar como um software funciona se o seu público é leigo no assunto.

Então, você precisa saber trabalhar bem o seu marketing nas redes sociais.

Porém, independente de qual seja o seu público e da linguagem que você vai utilizar, saiba que você precisa escrever corretamente e saber como tornar a sua escrita mais atrativa.

Isso acontece no marketing digital como um todo, inclusive em um email.

Uma vírgula em um lugar errado pode mudar totalmente o sentido de uma frase.

Então, preste muita atenção na sua escrita, a fim de estruturar um email impecável.

Seus emails precisam estar muito bem escritos por que é através deles que você vai levar informações ao seu público.

Como a escrita da internet é fria, ou seja, não tem gestos e expressões, você precisa compensar essa distância de alguma forma.

Lembre sempre que uma brincadeira escrita pode ser interpretada como ofensiva quando lida.

Por isso, foque em ser leve, agradável e memorável.

Etapas Que Devem Estar Presentes em Um Email

Existem algumas etapas que precisam estar presentem em um email e elas são conhecidas como A.I.D.A.

Esse acrônimo surgiu da união das palavras “atenção”, “interesse”, “desejo” e “ação”.

Esse é um modelo que é muito utilizado no marketing. Ele é um processo que indico que você diga a partir do momento em que o seu público saiba da existência da sua marca.

Todas essas etapas tem o mesmo objetivo: vender.

E como qualquer venda é uma consequência de um bom plano de marketing, o A.I.D.A. precisa ser implementado de acordo com a realidade de cada empresa.

Esse modelo é usado para auxiliar o desenvolvimento de um caminho que faça com que o público veja como uma coisa positiva tomar uma decisão.

Ou seja, ele é um guia que tem como objetivo orientar o seu consumidor a partir do conhecimento da sua marca até a tomada de decisão, nesse caso, a compra.

Esse modelo foi criado no final do século XIX, diferente do que muitas pessoas pensam.

Com o passar dos anos, o A.I.D.A. foi aprimorado, o que permitiu que ele pudesse ser usado de diferentes formas, inclusive no seu email marketing.

Atenção

A ideia na primeira etapa do modelo A.I.D.A. é chamar a atenção da sua audiência.

O seu público precisa saber quem você é e conhecer a sua marca. Ele precisa saber que a sua empresa está disponível no mercado.

Existem inúmeras maneiras de atrair essa atenção. Porém, eu vou focar em usar essa etapa no envio de um email.

Antes de mais nada, você precisa encontrar uma maneira de chamar a atenção de imediato, ou seja, no assunto do seu email.

O seu destinatário precisa de um motivo para abrir o seu email. Senão, ele irá apenas enviá-lo para a lixeira sem pensar duas vezes.

Se o seu possível cliente abrir o seu email, você terá que fazer com que ele tenha vontade de ler o seu conteúdo para entender do que ele se trata.

Foque em escrever um conteúdo chamativo. Faça com que ele seja o mais interessante possível para quem o abriu.

Interesse

Se você conseguiu passar pela primeira etapa, significa que você conseguiu chamar a atenção do seu destinatário.

Aqui na letra “I” desse acrônimo, você vai precisar despertar o interesse da pessoa.

Se uma pessoa abriu o seu email, tenha convicção de que você estará entregando o melhor conteúdo possível para ela.

Digo isso, pois é nesse momento que muita gente perde o interesse e já corre para fechar o email.

Então, diga aos seus destinatários o que você está oferecendo e qual é o percurso que essas pessoas precisam percorrer para adquirir aquilo que você está oferecendo.

Mostre todos os benefícios que ele vai conquistar adquirindo o seu produto ou serviço.

Não esqueça de trabalhar tanto o seu conteúdo quanto o visual do seu email. As pessoas tendem a prestar mais atenção quando o corpo do seu email possui imagens.

Desejo

Se você conseguir trazer os seus destinatários até esse ponto, você está de parabéns!

Isso quer dizer que você executou as duas etapas anteriores com maestria.

Nesta etapa, você precisa fazer com que o seu leitor sinta o desejo de adquirir o que a sua marca está oferecendo.

Pois é o desejo que vai influenciar a decisão final do seu lead e permitir que a sua empresa o eduque.

Todo o seu conteúdo precisa ser bastante explicativo. Ou seja, repleto de informações condizentes e pertinentes e, ao mesmo tempo, bastante resumido.

Ninguém quer abrir um email e se deparar com um texto enorme. Isso acontece apenas se for um email de algum conhecido, por exemplo.

Como não é esse o caso, foque em ser bastante específico em relação ao que você está oferecendo ao seu lead.

Ação

A ação é a última etapa do nosso acrônimo. Porém, não é por ser a última que etapa que você pode achar que já está tudo definido.

Várias pessoas chegam até aqui e desistem de completar a ação.

Ao chegar na “ação”, você já conseguiu chamar a atenção, despertar o interesse e fazer com que o seu leitor sinta interesse em adquirir o seu produto ou serviço.

Então, chegou a hora de concluir todo o seu processo. Uma ótima forma de fazer isso é fazendo uso de excelentes call to actions.

Fazendo uso de uma boa estratégia de email marketing, você pode mostrar ao seu leitor como o seu preço é atrativo, a fim de fazer com que ele se sinta valorizado.

Você precisa mostrar ao seu cliente o quanto ele é importante para a sua empresa. E que esse é o principal motivo para você ter enviado esse email.

Modelo A.I.D.A. Para Criação de email

Antes de mais nada, você precisa escrever um ótimo assunto. Ele é o motivo do seu email ser ou não aberto.

E como você pode fazer uso do modelo A.I.D.A. em suas campanhas de email? Simples!

O assunto precisa mostrar o que o seu produto faz. Ele precisa deixar uma promessa subentendida pelo seu leitor e, finalmente, cumprir o que prometeu.

Se você estiver tendo dificuldades ao criar o assunto do seu email, foque na criação do seu conteúdo. Assim, acaba ficando mais fácil encontrar as palavras certas para o seu assunto.

Contudo, se a sua dificuldade estiver em criar um bom conteúdo, foque em criar o seu assunto primeiro.

Tudo, na verdade, vai depender do seu público. O que é certo e funciona para uma empresa, pode não funcionar para outra.

Uma proposta irrecusável ou assuntos que mencionam algum tipo de desconto, costumam surgir bastante efeito junto ao público.

Depois do assunto, prepare-se para confeccionar o seu conteúdo.

Um bom email precisa apresentar bastante informação de uma forma bastante resumida.

Fale logo de cara para o seu público do que o seu email se trata. Monte o seu conteúdo de forma que qualquer um que o abra consiga entendê-lo sem dificuldades.

Tente sempre usar imagens no corpo do seu email. Elas chamam bastante a atenção e deixam o seu conteúdo mais interessante.

Por fim, faça uso de um call to action. De preferência, um que leve o seu lead diretamente para efetuar a sua compra.

Também não esqueça de que a maioria das pessoas faze uso de smartphones, principalmente no Brasil, onde mais da metade dos acessos à internet são feitos através de um celular.

Então, se foque também em desenvolver um ótimo preheader, que aquele pequeno texto que aparece abaixo do assunto.

Um preheader precisa ser pensado como sendo um complemento do seu assunto.

Além disso, ele é um excelente aliado na hora de atrair a atenção do seu possível cliente, a fim de despertar o seu interesse.

Como ele vai aparecer no início do seu email, preste atenção no momento de elaborar o seu conteúdo para que ele seja a sua continuação.

Afinal, Como Finalizar um Email e Estimular a Ação?

Finalizar um email corretamente é tão importante quanto começá-lo da forma correta.

De nada adianta você escrever um assunto atraente, uma preheader poderosa e um conteúdo matador se a finalização do seu email for fraca.

Seu leitor pode até se sentir grato pelo material, mas será apenas isso.

Ele não vai querer adquirir o seu produto ou serviço se você não criar um terreno adequado para isso.

Você tem que fazer com que o seu lead sinta vontade de fazer parte da sua marca e da sua empresa.

Lembra do método A.I.D.A.? Então, o seu leitor precisa sentir desejo pelo o que você estiver oferecendo a ele.

Para isso existem dois métodos bastante utilizados e que dão muitos resultados positivos. Ou seja, geram muitas vendas.

Estimule Seus Prospectos a Agir Através de Um Call to Action

O primeiro deles é fazer uso de um call to action poderoso.

Antes de mais nada, você precisa deixar claro para o seu leitor qual é o seu objetivo.

O seu destinatário deve ser capaz de responder em apenas alguns segundos o motivo de você estar enviando um email a ele e o que você quer que ele faça.

A melhor forma de fazer isso é criando um ótimo call to action que, como o próprio nome diz, é uma chamada para ação.

Quando você faz uso de uma linguagem acionável com verbos no infinitivo ou no imperativo, a eficiência do seu CTA aumenta consideravelmente.

Listei aqui para você alguns exemplos de call to action responsivos:

  • Comprar agora;
  • Baixar o novo e-book;
  • Pegar meu cupom de 30% de desconto;
  • Quero receber uma ligação e melhorar minhas vendas!

Uma dica que eu uso nos meus emails que eu posso dar para você é: tente deixar o seu CTA sempre na primeira dobra.

Ou seja, em um ponto onde o usuário consiga enxergá-lo sem precisar descer a barra de rolagem para isso.

Digo isso, pois 70% dos seus leitores não vão rolar o seu email para baixo.

Então, se você deixar o seu call to action muito para o fim do seu email, o seu destinatário pode ficar sem saber que você está fazendo alguma sugestão a ele.

Use o Poder dos Gatilhos Mentais

Os gatilhos mentais são princípios psicológicos que influenciam uma pessoa a concordar em realizar uma ação que você pediu.

Eles são comportamentos pré-programados que, quando estimulados, têm como consequência uma sequência de ações.

Você pode fazer uso dos gatilhos mentais de várias maneiras, inclusive quando for finalizar um email.

Segundo o Autor Robert Cialdini, em As Armas da Persuasão, gatilhos mentais são princípios psicológicos que influenciam a tendência de uma pessoa concordar com uma solicitação.

Para ajudar você nessa tarefa, eu listei alguns dos principais gatilhos mentais que você pode utilizar para finalizar um email.

Prestígio

“Eu tenho (um resultado) e posso mostrar a você qual é o melhor caminho para tê-lo também!”

Os compradores precisam realmente acreditar que você vai ajudá-los a aumentar o seu status de alguma forma.

Se você usa o seu produto ou serviço que outras pessoas querem, elas acabam enxergando você como um caminho para orientá-las até o sucesso.

Por exemplo, se você vende um produto de viagem, mostre para o seu público como ele pode ter bastante prestígio em meio ao seu círculo pessoal usando o que você está oferecendo.

Empoderamento

“Você tem o que é necessário para usar todas as funcionalidades do (produto/serviço), mesmo que esteja apenas começando. Além disso, conseguirá alcançar todos os seus objetivos.”

Os seus leitores precisam se sentir capazes de conseguir alcançar os seus resultados, independente de quais eles sejam.

Isso é o empoderamento do cliente.

Você só precisa mostrar que o produto foi feito especialmente para ele ou que ele se encaixa perfeitamente no seu produto ou serviço.

Valorização

“O (seu produto ou serviço) não só vai permitir que você faça (características A, B e C) muito mais rápido, como também tem outros diversos benefícios, como…”

Na maioria das vezes, o seu lead irá comparar o seu produto com o do seu concorrente.

E, às vezes, o seu concorrente pode ser o líder do mercado. Pode ser também que você não tenha diferenciais, se comparado ao melhor produto do mercado.

E é nessa hora que você precisa valorizar as suas características ao máximo!

Porém, se o seu futuro cliente estiver comparando o seu produto com um concorrente inferior, você vai precisar deixar mais evidente os seus diferenciais.

Visualização

“Imagine como você pode mudar a sua [o que o cliente quer mudar], quando você aumentar a sua [no que o seu cliente quer ter melhor resultado] em um período menor de tempo.

Como você se sentirá tendo mais [resultado que o seu produto entrega] e mais tempo para se dedicar ao que você realmente gosta?”

Quando o seu público procuro pelo o seu produto, ele espera ter algum benefício que mude alguma condição que ele tem hoje.

E isso pode ser em sua empresa, vida profissional ou pessoal.

Então, faça com que ele sinta como será a vida depois de adquirir o seu produto. Ou seja, a mudança que a vida dele terá com a sua ajuda.

Conexão

“Você sabia que eu também…?”

O gatilho mental da conexão faz com que o seu cliente reconheça que você sabe do que está falando e que passou pela mesma situação que ele está passando.

As pessoas gostam de comprar de pessoas com quem elas se identificam de alguma forma.

Você pode fazer uma larga pesquisa nas mídias sociais e descobrir quais são os pontos em comum entre você e a sua audiência.

Se você descobrir que ela torce para o mesmo time que o seu, use essa informação para criar uma conexão, se fizer sentido para o seu negócio.

Tal identificação por parte do cliente pode ser ainda mais forte se você expor uma fraqueza sua. Ela pode ser uma dificuldade, um problema, ou uma situação difícil pela qual você já passou.

Se o seu futuro cliente expor alguma de suas dificuldades, tente se lembrar se você passou por alguma situação semelhante e explore essa informação.

13 Dicas de Como Finalizar um Email

Finalizar um email não é uma tarefa muito fácil. Você precisa saber quem é o seu destinatário para saber qual linguagem usar.

Se você for responder o seu chefe, por exemplo, a sua linguagem precisará ser mais formal.

Porém, se você for enviar um email para a sua audiência composta por jovens, sua linguagem terá que ser mais informal.

Independente de qualquer coisa, você precisa saber quais são os pontos importantes para finalizar um email com maestria.

#1 Trabalhe Apenas um Objetivo Por Email

Emails claros sempre possuem um propósito claro.

Quando você for sentar, a fim de escrever um novo email, separe alguns momentos para se perguntar o motivo de você estar enviar aquela mensagem e o que você precisa do seu destinatário.

Se você não conseguir responder a essas questões, então, não envie qualquer tipo de email.

Escrever um email sem saber muito bem o que você precisa, apenas desperdiça o seu tempo e o do seu leitor.

Além disso, provavelmente você terá dificuldade em se expressar de forma mais clara e direta.

Nesse momento, você também precisa se perguntar: será que esse email é realmente necessário?

Enviar emails realmente necessários e com propósito mostra o quanto você respeita o seu público e o quanto você se importa com ele.

#2 O Assunto do Email Tem Influência Direta na Taxa de Abertura

O assunto do seu email é o fator principal para que o seu público abra o seu email.

Se ele for muito genérico, os seus destinatários não sentirão vontade de abrir e muito menos ler o seu email.

Não é apenas o seu conteúdo que é importante. O assunto do seu email também é bastante!

É a partir dele que o seu público se identificará logo de cara com você e com o que você tem a oferecer.

Coloque no assunto do seu email o que o seu produto faz, o seu benefício e a mudança que ele proporciona, por exemplo.

Então, não deixe de gerar uma conexão imediata com a sua audiência.

#3 Adeque a Linguagem ao Destinatário

Um email é um tipo de documento. Ou seja, você precisa adequar o tom e a linguagem à audiência que vai receber o seu email.

Se o seu público estiver incorporado ao universo corporativo, indico que você use a linguagem formal.

Porém, se você tiver algum tipo de afinidade com o seu destinatário, sinta-se a vontade para fugir um pouco a regra para escrever com uma linguagem um pouco mais leve.

E nunca tente florear muito a sua escrita. Seja sempre você. Não perca nunca a sua essência.

#4 Atenção Com a Fonte, Tamanho e Negrito

Se o seu objetivo for chamar a atenção para algum tópico específico, não existe problemas em usar caixa alta no seu email, por exemplo.

Porém, sugiro que você evite o uso desse artifício. Tente fazer uso de outras práticas de formatação, como itálico, negrito, fundo destaca, entre outros.

Isso tudo ajuda na compreensão da mensagem que você quer passar para o seu leitor.

Além disso, evita que o seu destinatário pense que você ESTÁ GRITANDO.

É muito importante tomar cuidado para não exagerar na formatação. Senão, o efeito pode acabar sendo o oposto ao que você queria passar.

Preste atenção também ao tipo de letra que você está usando e o seu tamanho.

Evite usar letras que sejam difíceis de ler e de serem compreendidas. E não use tamanhos pequenos demais ou grandes demais.

Pense em como você se sentiria recebendo um email com letras muito pequenas e extravagantes. Provavelmente nem leria, não é mesmo?

#5 Certifique-se Que a Sua Mensagem Está Completa

Jamais escreva um email que não esteja totalmente completo. Nunca dê a entender nada, apenas diga e seja claro ao fazê-lo.

Certifique-se de que a sua mensagem terá início, meio e fim.

Os seus emails precisam ser muito bem estruturados, no sentido de que eles precisam fazer sentido para quem os lê.

Não deixe que uma peça do quebra-cabeça fique faltando, seja direto e diga tudo o que você precisar para enviar o email mais completo que o seu destinatário já recebeu.

#6 Verifique a Tipografia da Sua Mensagem

Existem dois pontos que precisam ser vistos antes de escolher a tipografia adequada para o seu email.

Antes de mais nada, você precisa pensar no sistema operacional do seu leitor.

Se ele estiver usando a versão vista ou a versão 2007 do pacote MS Office (ou acima), ele conseguirá ver a sua fonte sem problemas.

Porém, usuários de outros sistemas operacionais, terão os seus textos renderizados com fontes equivalentes, com serifa, sem serifa, monospace, etc.

Isso pode acabar provocando quebra do seu layout e não causar o efeito desejado.

O outro ponto a ser considerado, é que existem algumas fontes que proporcionam uma experiência melhor ao leitor.

Tenta sempre usar as seguintes fontes básicas:

  • Times New Roman
  • Georgia
  • Arial
  • Verdana
  • Calibri

#7 Suavize as Informações Negativas

Ninguém gosta de receber informações negativas, não é mesmo?

Então, se o seu email se tratar de algum assunto desse tipo, tente suavizar ao máximo o impacto dessa informação.

Uma simples frase, como “continua à disposição para ajudar em qualquer situação”, pode não resolver tudo, mas já ameniza o clima do seu email.

#8 Informe Sobre os Arquivos em Anexo

Se você estiver enviando algum arquivo em anexo em seu email, ele provavelmente será importante para a compreensão da sua mensagem e para finalizar um email.

Nessas situações, não esqueça de contar ao seu destinatário essa informação.

Assim, você vai conseguir otimizar a sua comunicação e evitar que aconteça algum tipo de desentendimento.

#9 Escolha Uma Despedida Adequada

Ao finalizar um email, não se esqueça de incluir uma despedida adequada ao restante da mensagem.

Existem muitas opções para isso que variam entre termos formais, neutros e informais.

Abaixo, estão algumas sugestões:

  • Abraços
  • Agradeço a atenção
  • Atenciosamente
  • Até a próxima
  • Com os melhores cumprimentos
  • Cordialmente
  • Desde já, muito obrigado(a)
  • Grato(a)
  • Saudações
  • Sempre às ordens

Você também pode finalizar um email da seguinte forma:

  • Palavras de encerramento: As palavras finais para o leitor são muito importantes. Se elas forem muito familiares ou muito informais, você pode deixar o leitor desconfortável. Então, “Atenciosamente” ou “Com os melhores cumprimentos” é geralmente considerado uma declaração de fechamento segura para um email de negócios.
  • Assinatura: Use o primeiro e o último nome ao assinar um email. Assim o seu destinatário saberá exatamente quem é você.
  • Título e companhia: Em um email de negócios formal que você escreve em nome da sua empresa, é bem válido incluir o seu título e nome da organização onde você trabalha.
  • Informação de contato: Inclua seus contatos em seu email, como informação de contato de mídia social ou número de telefone, por exemplo. Se é um pedido de trabalho, inclua, também, suas informações do LinkedIn.
  • Link para seu site de negócios: Se você tiver um site para o seu negócio, um link para ele na sua assinatura de email é fundamental;
  • Foto: É aceitável incluir uma foto com a sua assinatura, mas nunca substitua o texto do seu nome com uma imagem.

#10 Informe Quais São os Próximos Passos

Quando assunto é email marketing, é muito comum finalizar um email com um call to action.

Isso ajuda o leitor a entender o que você espera que ele faça, além de sinalizar qual deve ser o seu próximo passo.

Mesmo que esse não seja o seu caso, tente finalizar o seu email deixando bem claro qual é o retorno que você espera.

Confirmar uma reunião? Receber uma ligação? Ouvir um feedback sobre algum documento? Vender algum produto? Escreva. O importante é que ninguém fique com dúvidas.

#11 Inclua Uma Assinatura

Não esqueça de incluir uma assinatura em seu email. Como eu já disse anteriormente, uma assinatura precisa conter:

  • Nome
  • Cargo
  • Nome da empresa
  • Telefone
  • Site
  • E o que mais você considerar adequado

Se o seu destinatário ficar com qualquer tipo de dúvida sobre o conteúdo do seu email, ele terá em mãos tudo o que for necessário para entrar em contato com você.

Evite utilizar logos corporativos ou fotos muito grandes. Isso acaba poluindo o visual do seu email e pode até ser bloqueado pelo servidor de email como medida preventiva.

#12 Envie um Email de Teste

É muito importante que antes de enviar o seu email, você envie um email de teste para saber se está tudo ok.

Esse email pode ser enviado para você mesmo.

Isso vai dar a você a certeza de que todas as informações foram inseridas corretamente no seu email.

Além disso, você vai poder avaliar a sua mensagem após finalizar o seu email.

#13 Cheque o Seu Email Regularmente

Após finalizar um email e enviá-lo para o seu público, é importante que você cheque a sua caixa de email regularmente.

Muitas pessoas podem querer se comunicar diretamente com você, a fim de tirar alguma dúvida, por exemplo, antes de adquirir o seu produto ou serviço.

Não demore muito para enviar tais respostas, senão o seu leitor pode acabar decidindo por comprar com o seu concorrente.

Conclusão

Saber finalizar um email é muito importante para quem quer ter sucesso com email marketing.

Quanto mais bem estruturado o seu email estiver, mais conexão ele vai gerar com o seu público.

Para que ele gere o máximo de retorno possível para você, considere seguir o método A.I.D.A. que é o acrônimo para “atenção”, “interesse”, “desejo” e “ação”.

Foque em criar ótimos assuntos para o seu email, a fim de chamar a atenção da sua audiência.

Além disso, entregue um conteúdo interessante e de qualidade, que faça o seu leitor sentir desejo de possuir o que você estiver oferecendo.

Faça uso de calls to action para estimular que os seus prospectos ajam da forma que você quer que eles ajam.

Para isso, também use gatilhos mentais adequados para estimular uma ação.

Se você souber começar e finalizar um email, com certeza terá um retorno muito positivo para o seu negócio.

Se você quiser saber mais sobre envio de email, esses artigos podem ajudar você:

Caso tenha ficado com alguma dúvida, inclua nos comentários abaixo. Será um prazer responder você!

Fonte: https://neilpatel.com/br/blog/como-finalizar-email/

Comentários

comentários

Share This